Cotidiano

Após dois meses, 12 cidades de MS não vacinaram nem metade do grupo prioritário contra Covid-19

Há mais de dois meses MS iniciou a campanha de vacinação contra a Covid-19, mas 12 cidades não vacinaram nem metade do grupo prioritário.

Dândara Genelhú Publicado em 27/03/2021, às 09h00 - Atualizado em 28/03/2021, às 10h53

 Foto: Leonardo de França | Jornal Midiamax.
Foto: Leonardo de França | Jornal Midiamax. - Foto: Leonardo de França | Jornal Midiamax.

Já fazem mais de dois meses desde que Mato Grosso do Sul iniciou a campanha de vacinação contra a Covid-19. No entanto, 12 cidades do Estado não vacinaram nem metade do grupo prioritário. Ou seja, mais de 50% das pessoas que correm mais riscos com o coronavírus não foram imunizadas nestes municípios.

De acordo com o Vacinômetro, alimentado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde), em todo o MS 58,29% do público-alvo já foi imunizado. Para a reportagem, foram utilizados dados da sexta-feira (26), até às 14h. Então, estas 12 cidades estão abaixo da média estadual de cobertura da vacinação.

Assim, Dourados é o município que menos vacinou pessoas do grupo prioritário. Apenas 39,93% das pessoas de risco para a Covid-19 haviam sido imunizadas no município. Das 33.663 doses que a cidade recebeu, somente 17.702 foram utilizadas.

Corguinho é a segunda com menor cobertura de imunização, pois, apenas 41,49% do grupo prioritário havia sido vacinado até a última sexta-feira (26). O município recebeu 643 doses e aplicou 466. Assim, em Ponta Porã, 43,18% do público de risco foi imunizado. Então, das 7.334 unidades que a cidade recebeu, somente 5.333 foram utilizadas.

Já em Itaporã, são 44,72% do público-alvo vacinado, sendo que foram aplicadas 1.335 doses das 1.763 recebidas. Então, em Jaraguai, foram enviadas 917 doses e apenas 706 foram utilizadas. Com isso, a cobertura de imunização em grupos prioritários da cidade é de 44,93%.

Pouco melhor, mas abaixo da média estadual

Os próximos municípios estão um pouco mais na frente dos anteriores. Porém, também não imunizaram nem metade do público de risco também e estão abaixo da média estadual. Em Costa Rica, são 45,62% da população de risco vacinada. No entanto, das 1.763 doses que o município recebeu, somente 1.350 foram aplicadas. Com 46,42% do grupo prioritário imunizado, Novo Mundo usou 1.432 vacinas, das 1.859 que foram enviadas para a cidade.

Seguindo a ordem crescente, Bonito imunizou 47,06% do público-alvo, sendo que foram aplicadas 1.347 vacinas das 1.616 recebidas. Já em Itaquiraí, 47,80% do grupo prioritário está vacinado. A cidade aplicou 1.309 doses, das 1.422 que recebeu.

Em Figueirão, 47,88% das pessoas de risco para Covid-19 foram imunizadas. No entanto, município recebeu 263 doses e aplicou 262, de acordo com o Vacinômetro. Assim, Naviraí já vacinou 48,42% da população prioritária. Sendo que a cidade aplicou 3.064 vacinas, das 3.643 que recebeu.

Por fim, mesmo tendo 48,71% de cobertura de imunização no grupo prioritário, Ribas do Rio Pardo não atingiu nem metade das pessoas que correm mais risco com o coronavírus. No município, que recebeu 1.111 doses, foram utilizadas 1.061.

Lembrando que as doses recebidas e aplicadas expostas na reportagem são relativas às enviadas para primeira dose. Pois, de acordo com o Vacinômetro, o percentual de imunização do grupo prioritário é feito com base na primeira aplicação da vacina.

Jornal Midiamax