‘Andamos como sardinhas’: passageiros reclamam de ônibus lotado em Campo Grande

Sem distanciamento no transporte coletivo, trabalhadora conta que tem medo de ser infectada pelo coronavírus

A pandemia de coronavírus ainda não acabou e tem registrado cerca de mil casos novos por dia. Enquanto isso, campo-grandenses continuam sendo expostos à doença, com ônibus que vivem lotados. Na linha 087 (Guaicurus/General Osório), uma passageira registrou o ônibus lotado na manhã desta sexta-feira (22). 

“Olha essa situação, subiu o preço da passagem e andamos como sardinhas”, reclama a usuária. Luciana Mendes Gregório, de 32 anos, é agente de limpeza hospitalar e conta que usa o ônibus todos os dias para trabalhar. 

Luciana afirma que mesmo após passar pelo terminal Morenão, o 087 continua muito lotado. Ela ainda não foi infectada pelo coronavírus, mas conta que tem muito medo, por conta das condições dos veículos. Uma das principais medidas de prevenção à doença é o distanciamento, uma medida praticamente impossível de praticar dentro do transporte coletivo. 

“Tenho medo pois saímos e ao retornar pra casa nunca sabemos se contraímos o vírus ou não. Graças a Deus ainda não contraí o coronavírus, mas já perdi amigos e familiares”, diz.

Fala Povo – o do Jornal Midiamax

As imagens foram enviadas ao Fala Povo, o do Jornal Midiamax, no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

'Andamos como sardinhas': passageiros reclamam de ônibus lotado em Campo Grande
Mais notícias