Cotidiano

Adolescente foi andando para casa após carro capotar no Tênis Clube e prima ficar em estado gravíssimo

Após sofrer um acidente e capotar o carro com a prima, na Avenida Euler de Azevedo, próximo ao Tênis Clube de Campo Grande, uma adolescente de 15 anos, conta que foi andando para casa da avó, desorientada e em busca de ajuda. A motoristas saiu, de 25 anos, saiu da área vermelha da Santa Casa, […]

Karina Campos Publicado em 09/03/2021, às 10h18

Carro capotou e bateu em muro do clube. (Foto: Via WhatsApp)
Carro capotou e bateu em muro do clube. (Foto: Via WhatsApp) - Carro capotou e bateu em muro do clube. (Foto: Via WhatsApp)

Após sofrer um acidente e capotar o carro com a prima, na Avenida Euler de Azevedo, próximo ao Tênis Clube de Campo Grande, uma adolescente de 15 anos, conta que foi andando para casa da avó, desorientada e em busca de ajuda. A motoristas saiu, de 25 anos, saiu da área vermelha da Santa Casa, nesta terça-feira (9).

A menina explica que até hoje não consegue entender o que aconteceu no dia do incidente. Ela diz que foi arremessada do veículo com o impacto da colisão. Desnorteada, levantou e foi andando, durante 10 a 20 minutos, para casa da avó, no bairro José Abraão. Por isso, no local, o Corpo de Bombeiros prestou atendimento apenas a motorista, que foi encontrada no carro.

“Eu estava sem consciência, fui andando sem rumo, não entendo como cheguei na casa da minha avó. Sei que não era tão longe do lugar do acidente, mas não sei como consegui chegar, pois eu não sabia o que aconteceu. Para se ter uma ideia, eu não senti dor na hora, só andei até a casa”, conta.

Adolescente foi andando para casa após carro capotar no Tênis Clube e prima ficar em estado gravíssimo
Adolescente quebrou a clavícula e escoriações no corpo. (Foto: Leitor Midiamax)

Ao chegar na residência, a família levou um susto e perguntava o que havia acontecido, mas a vítima não sabia dizer ou se lembrar que estava com a prima. “Ela me perguntava se cai de moto achando que estava com um amigo, mas eu não me lembrava de nada. Não olhei meu braço e nem minha perna”, disse.

A avó viu uma viatura dos bombeiros e conseguiu chama-los. Eles informaram sobre o ocorrido e a vítima foi colocada na maca. “Só então eu comecei a sentir e gritar de dor”.

Se recuperando em casa, a adolescente quebrou apenas a clavícula e sofreu escoriações pelo corpo.

Acidente

A motorista sofreu politraumatismo com traumatismo cranioencefálico grave. O estado de saúde é gravíssimo e ela está sedada e intubada, respirando por aparelhos. Foram realizadas tomografias e raio-x e a vítima seguiu em atendimento na ala de estabilização do pronto-socorro, na área vermelha.

O acidente aconteceu durante a madrugada, por volta das 4h30, na frente do Tênis Clube, na saída para Rochedo. Segundo as informações iniciais, a pessoa que conduzia o carro invadiu o gramado e o veículo capotou ao passar por uma mureta.

Jornal Midiamax