VÍDEO: Em três dias, Pantanal registra mais 250 focos de calor e combate é intensificado

Sem previsão para encerrar missões, número de queimadas correspondem há 40% a mais do mesmo período do ano passado

As equipes das Força Armadas, Corpo de Bombeiros, Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) e Prevfogo (entro Nacional de Prevenção e Combate aos s Florestais), intensificam o combate aos incêndios no de Ladário e Corumbá, a 417 quilômetros de distância de Campo Grande, nesta segunda-feira (3). Nos três primeiros dias de agosto, mais 250 focos de calor foram registrados no Estado.

Segundo o Ibama, no mesmo período, o monitoramento registrou 132 focos no ano passado. Os trabalhos não encerraram nem no fim de semana. O avião cargueiro Hércules C-130, da Força Aérea Brasileira, realizou lançamento de água nas regiões de difícil acesso, enquanto as equipes fazem os trabalhos em terra.

No domingo (2), as equipes combateram chamas próximo a área urbana das cidades, em uma região conhecida como Morro do Sargento, com lançamento de água. Com o crescimento de focos, as ações foram intensificadas, com vigilância das áreas combatidas nos dias anteriores, para garantir o cessar das chamas.

Não há previsão para encerrar as atividades, pois o período de seca aumenta a incidência de incêndio na vegetação. Estima-se que este ano, o Estado registre um número maior de queimadas devido o período sem chuva. Segundo especialistas, a baixa no Rio Paraguai é uma grande influência aos casos.

O Governo Estado decretou situação de emergência por 180 dias, por conta dos 300 mil hectares consumidos por chamas nos últimos dias. Para se ter uma ideia, isso se compara a 40 campos de futebol e 2 vezes o tamanho do estado de São Paulo.

Confira o combate aos focos de chamas desta segunda-feira (3):

VÍDEO: Em três dias, Pantanal registra mais 250 focos de calor e combate é intensificado
Mais notícias