Usina de MS é multada em R$ 189 mil por incêndio em lavoura de cana e matas protegidas

Foram consumidos 108 hectares de canavial e 15 hectares de área protegida

Uma usina sucroenergética em Ivinhema, distante 291 quilômetros de Campo Grande, foi multada em R$ 189 mil por um incêndio de grandes proporções em uma área de plantação de cana-de-açúcar e vegetação de mata nativa no sábado (4).

De acordo com a (Policia Militar Ambiental) de Bataypora, foram feitas denúncias do incêndio no local e durante vistoria os policiais constataram que o fogo teve origem na lavoura de cana e avançou pelas áreas protegidas de reserva legal e preservação permanente de margens de cursos d’água da propriedade.

Com uso de GPS os policiais mediram a área atingida que perfez 108,2 hectares de canavial e 15,2 hectares de área de proteção ambiental da fazenda.

A empresa responsável pelo incendio, com domicílio jurídico em Ivinhema, foi multada em R$ 189 mil e autuada administrativamente, conforme previsto no Decreto Federal 6.514/2008.

Aos policiais, os responsáveis pela usina disseram que o incêndio teria começado em um trator que realizava a colheita e teria apresentado problema na parte elétrica emitindo faíscas que atingiram a palhada.

Ainda conforme a , todos os responsáveis poderão responder por crime culposo de provocar incêndio em mata ou floresta.

Para o crime a pena é de seis meses a um ano de detenção. Se houver caracterização de dolo, a pena é de dois a quatro anos de reclusão.

Usina de MS é multada em R$ 189 mil por incêndio em lavoura de cana e matas protegidas
Mais notícias