UFMS tem mais cursos avaliados com nota 5 no Enade

De acordo com Jacyara de Souza da Secretaria Especial de Avaliação Institucional (Seavi), em novembro de 2019, foram avaliados concluintes dos cursos de: Agronomia e Engenharia Florestal, do Campus de Chapadão do Sul (CPCS); Enfermagem, do Campus de Coxim (CPCX); Enfermagem, Engenharia de Produção e Medicina do Campus de Três Lagoas (CPTL); , , Engenharia de Computação, Medicina, Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Civil (manhã/tarde), Engenharia Civil (noturno), Engenharia Ambiental, Engenharia Elétrica, Engenharia de Produção, Medicina Veterinária, Zootecnia, Odontologia, Enfermagem e Fisioterapia, da Cidade Universitária.

Os estudantes do curso de Medicina do Campus de Três Lagoas realizaram o exame pela primeira vez. Para o coordenador Carlos Eduardo Macedo o conceito máximo foi uma surpresa. “Ontem fomos surpreendidos com a notícia que da nota máxima no Enade. A construção de um curso novo é muito difícil e essa nota é o prêmio para um trabalho muito sério que está sendo realizado por docentes, técnicos e pela dedicação apaixonada dos nossos estudantes. O apoio da direção do campus e da reitoria foi fundamental também”, comentou.

Os cursos de Engenharia Civil (manhã/tarde), da Faculdade de Engenharias, Arquitetura e Urbanismo e Geografia (Faeng) e , da Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Alimentos e (Facfan) melhoraram o desempenho em relação ao exame anterior e conquistaram nota máxima. O curso de , também da Facfan, manteve o conceito 5 no Enade2019.

“Somos um curso jovem, que completará dez anos em 2021. Tivemos muitos desafios para nos consolidar nessa década, mas agora temos um corpo docente completo, em uma unidade sólida e estrutura física para nos apoiar. Acredito que a nota 5 no ENADE é reflexo dos anos de dedicação da Universidade e dos docentes e da confiança dos acadêmicos em nossa capacidade de ensino. Ter um curso tão bem avaliado é um grande ganho para que continuemos avançando e oferecendo educação gratuita e de qualidade, que no caso do curso de é focada no direito humano de ter uma alimentação adequada e saudável em qualquer fase da vida ou condição de saúde”, disse a coordenadora do curso de Camila Mazzeti.

Para a coordenadora do curso de Engenharia Civil Michele Giongo, o conceito máximo no Exame foi um presente pelos 50 anos de existência. “O curso iniciou as atividades da primeira turma no dia 12 de agosto de 1970, sendo o primeiro curso da área tecnológica da Universidade. Em 2020, com o conceito máximo no Enade, figuramos entre os melhores cursos no Brasil. Esse resultado é muito importante para a valorização profissional dos nossos egressos e do curso”, disse. De acordo com a coordenadora, mais de 1,5 mil profissionais se formaram na UFMS e atuam em diversas áreas, cargos, instituições públicas e privadas do Brasil e do mundo. “Inclusive, muitos dos professores que atuaram e que atuam no curso são egressos do curso. Esse resultado também tem importância na avaliação da UFMS e impacta em indicadores de gestão e inclusive na matriz de orçamento possibilitando captação de mais recursos”, destacou.

Michele considera o resultado uma conquista coletiva. “Importante salientar que esse resultado no Enade 2019 se atribui ao empenho dos docentes, dos estudantes, da coordenação de curso, incluindo as gestões anteriores, da direção da Faculdade de e da administração central através da Seavi que nos auxiliou em relação à orientação e envolvimento dos academicos. Agradeço imensamente a todos. Para o futuro, nosso empenho será no sentido de consolidar o conceito 5 e continuar formando profissionais capacitados para a construção do futuro de nossa região e do Brasil. Temos orgulho de dizer que, em nosso jubileu de ouro, estamos entre os melhores cursos das universidades federais e somos o melhor curso de . Que os próximos 50 anos sejam ainda melhores!”, comemorou Michele.

Entre os cursos avaliados com nota 4 no Enade estão: Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Civil (noturno), Engenharia Ambiental, Engenharia de Produção e Engenharia Elétrica, da Faeng; Engenharia da Computação, da Faculdade de Computação; os cursos de Enfermagem e Fisioterapia, do Instituto Integrado de Saúde; o curso de Enfermagem, do CPTL; o curso de Engenharia Florestal, do CPCS; o curso de Medicina Veterinária, da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (Famez); e o curso de Odontologia, da Faculdade de Odontologia.

Com nota três aparecem os cursos de Engenharia de Produção, do CPTL; Medicina, da Faculdade de Medicina; Agronomia, do CPCS; e Zootecnia, da Famez. Apenas o curso de Enfermagem do CPCX obteve conceito 2 no Enade. Segundo a secretária da Seavi, a nota do Enade é um importante indicador qualidade para os cursos de graduação. “Além de avaliar o processo de aprendizagem dos estudantes, fornece aos coordenadores de curso, através dos resultados obtidos a possibilidade de analisar qual a melhor forma de utilizá-los, em uma perspectiva pedagógica. O indicador ainda integra ainda outros índices que impactam diretamente no processo regulatório dos cursos”, concluiu. (Informações da assessoria)

UFMS tem mais cursos avaliados com nota 5 no Enade
Mais notícias