Três policiais morreram após serem infectados pelo coronavírus em MS

Última vítima foi subtenente da PM, que faleceu na sexta-feira

Em oito meses de pandemia, o coronavírus já matou três policiais em . A última vítima foi o subtenente José Valdo Assiole de Oliveira, da . Ele faleceu na manhã de sexta-feira (28) por complicações causadas pela doença, após 30 anos de dedicação como militar.

A Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e ) informa que foram três profissionais da segurança pública mortos pela . Foram vítimas da doença dois policiais militares e um policial civil.

Nesta sexta-feira (27) faleceu o subtenente da PM José Valdo Assiole de Oliveira. Segundo informações divulgadas, ele tinha 30 anos de carreira como militar. “Atuou muito tempo como instrutor de armamento e tiro policial, recepcionando novos PMs e participando dos cursos de aperfeiçoamento, sempre com muita alegria e empatia, transferindo da melhor maneira possível o conhecimento e a experiência adquirida através dos anos na corporação”, disse a PMMS ( de ) em nota de pesar.

Outra vítima foi o sargento Malk Anderson Valdonado Pereira, também da . Ele faleceu no início do mês de novembro, ele foi internado e logo precisou ser intubado, mas não resistiu. Ele deixou quatro filhos.

A primeira vítima do coronavírus entre profissionais da segurança pública foi o policial civil aposentado Edmir Camarini.

já soma 95.721 casos confirmados e 1.754 mortes causadas pela . MS tem 406 pacientes internados, destes 236 estão em leitos clínicos (128 públicos e 108 privados) e 170 em leitos de (Unidade de Terapia Intensiva), dos quais 99 estão em leitos públicos e 71 em privados.

Três policiais morreram após serem infectados pelo coronavírus em MS
Mais notícias