Toque de recolher flagra 24 comércios abertos após a meia-noite e 200 em festas privadas

Estabelecimentos enfrentarão processo de cassação de alvará

Pelo menos 24 comércios foram flagrados descumprindo o toque de recolher e em pleno funcionamento após a meia-noite em Campo Grande. Durante operação na madrugada deste sábado (4), foram flagradas ainda cerca de 200 pessoas em quatro festas particulares. Parte das aglomerações foi registrada na Chácara dos Poderes, onde espaços foram alugados para festas.

“Chega a ser um ato criminoso”, criticou o prefeito Marquinhos Trad () sobre o comportamento da população. De acordo com ele, todos os comércios flagrados funcionando de forma irregular estavam cientes dos perigos do novo coronavírus. Agora, eles enfrentarão processo administrativo que poderá resultar na cassação dos s de funcionamento.

Conforme Marquinhos, a medida com quem descumpre a norma terá que ser tomada para evitar que a cidade chegue novamente à necessidade de novo . “Sei que alguns não concordam, mas não tem alternativa. Eu vou punir os bons por causa dos ruins?”, questionou o prefeito, em transmissão pelas redes sociais no início da tarde deste sábado (4). 

Ele disse ainda que a prefeitura não tem impedido comerciantes de trabalharem, mas pede apenas que as medidas acordadas nos planos de biossegurança sejam cumpridas. Comércios como bares, e afins podem abrir a partir das 5h e até às 23h, sendo vedado o funcionamento somente na madrugada. “Nós só estamos pedindo uma ajuda durante os próximos 30 dias”, reiterou.

No boletim epidemiológico deste sábado (4), Campo Grande assumiu novamente a liderança nos números de contaminação no Estado, com total de 3.029 casos confirmados.

Toque de recolher flagra 24 comércios abertos após a meia-noite e 200 em festas privadas
Mais notícias