Cotidiano

Suspensa há 43 dias, coleta seletiva voltará amanhã e usina de reciclagem reabrirá na 2ª-feira

Suspensa há 43 dias em Campo Grande por conta das medidas de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19), a coleta seletiva de lixo domiciliar será retomada nesta sexta-feira (8). Na segunda-feira (11), será a vez da UTR (Unidade de Tratamento de Resíduos, a usina de reciclagem) voltar a funcionar, mas com base de um plano de […]

Humberto Marques Publicado em 07/05/2020, às 18h49 - Atualizado às 18h50

Coleta seletiva será retomada nesta sexta-feira na Capital. (Foto: CG Solurb/Divulgação)
Coleta seletiva será retomada nesta sexta-feira na Capital. (Foto: CG Solurb/Divulgação) - Coleta seletiva será retomada nesta sexta-feira na Capital. (Foto: CG Solurb/Divulgação)

Suspensa há 43 dias em Campo Grande por conta das medidas de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19), a coleta seletiva de lixo domiciliar será retomada nesta sexta-feira (8). Na segunda-feira (11), será a vez da UTR (Unidade de Tratamento de Resíduos, a usina de reciclagem) voltar a funcionar, mas com base de um plano de contenção e biossegurança já aprovado pela Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana).

A coleta seletiva seguirá o cronograma anterior, segundo a CG Solurb –que administra o serviço. Mapa de coleta, datas e horários podem ser consultados no site http://www.solurb.eco.br. O lixo reciclável corresponde a 2,5% do total de material coletado pela concessionária, totalizando até 30 toneladas.

O serviço havia sido suspenso diante de riscos aos agentes que atuam na usina de triagem, diante da aglomeração durante o trabalho e das pesquisas que apontavam diferentes períodos de sobrevivência do coronavírus em itens como plástico, papel, metal e outros que passam pela triagem.

Usina de reciclagem

A UTR, por sua vez, voltará a operar com medidas de segurança, como a proibição de pessoas com mais de 60 anos, gestantes e pessoas com morbidades de atuarem no local. Dos 134 cooperados cadastrados em todas as instituições autorizadas a funcionar no local, só poderão atuar 95 por dia, com distância mínima de 2 metros entre eles.

No início do trabalho, um cooperado medirá a temperatura corporal dos trabalhadores. Aqueles com febre serão impedidos de trabalhar.

O plano de contenção e biossegurança também define que roupa cada um poderá utilizar, bem como exige como indumentárias boné, botina de segurança, luva resistente a corte e esfoliações, máscara de segurança e garrafa de água de uso individual para hidratação.

O material coletado em um dia ficará 24 horas em quarentena antes de ser processado. Além disso, as instalações deverão ser constantemente higienizadas: guarita, administração, galpão de triagem deve passar por dois procedimentos diários, enquanto refeitório e prensas receberão três.

Contaminação

A Solurb pede à população que não jogue máscaras e luvas no lixo reciclável, a fim de evitar contaminações. Pessoas que vivam em casas com pessoas que tenham contraído o coronavírus ou desenvolvido sintomas de Covid-19 devem jogar todo o material reciclável junto com o lixo comum e em sacos bem fechados.

Jornal Midiamax