Cotidiano

Sistema ‘Drive Thru’ de Dourados fez 17 testagens no primeiro dia de atendimento

O sistema de atendimento ‘Drive Thru’ fez 17 testagens nesta segunda-feira (27) durante o primeiro dia de funcionamento do serviço em Dourados. A meta é imprimir mais agilidade nas ações de combate ao coronavírus na cidade. A medida está sendo implementada por meio da SES (Secretaria de Estado de Saúde) em parceria com a Sesau […]

Marcos Morandi Publicado em 27/04/2020, às 16h05 - Atualizado às 17h04

Drive de coronavírus no Estado. (Foto: Franz Mendes)
Drive de coronavírus no Estado. (Foto: Franz Mendes) - Drive de coronavírus no Estado. (Foto: Franz Mendes)

O sistema de atendimento ‘Drive Thru’ fez 17 testagens nesta segunda-feira (27) durante o primeiro dia de funcionamento do serviço em Dourados. A meta é imprimir mais agilidade nas ações de combate ao coronavírus na cidade.

A medida está sendo implementada por meio da SES (Secretaria de Estado de Saúde) em parceria com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), com o Corpo de Bombeiros, que montou a logística e com a UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), que em breve também passará a fazer análises das coletas.

Segundo a reitora da UFGD, pedagoga Mirlene Ferreira Macedo Damázio, a instituição está se adequando para atender as demandas que poderão ser geradas a partir dessa parceria. “A UFGD já está inserida em algumas ações relacionada à pandemia tanto no que se refere  disponibilização de leitos, como também, na produção de alguns insumos como máscaras e álcool e, nos próximos, na análise dos exames”, disse a reitora.

Sendo o coordenador do Núcleo de Vigilância em Saúde em Dourados, Emerson Eduardo Correa, todas as coletas feitas pelo sistema ‘Drive Thru’ são encaminhadas em até 24 horas para o Lacen (laboratório Central) que funciona em Campo Grande.

“Esse é um sistema que além de ampliar a capacidade de atendimento à população, oferece mais tranquilidade a todos,  na medida em estaremos aumentando o nosso alcance”, disse o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, que acompanhou as primeiras coletas em Dourados.

Jornal Midiamax