Sesau vai oferecer reforço psicossocial a profissionais de Saúde que atuam contra o coronavírus

Visitas às UPAs e CRSs visam a oferecer acolhimento aos servidores que lidam com os riscos da pandemia durante o trabalho

Profissionais da Rede Municipal de Saúde de Campo Grande que atuam na linha de frente do combate ao novo coronavírus (Covid-19) vão receber reforço no acompanhamento psicossocial, de forma a lideram de forma mais saudável com a pressão no momento em que a doença acumula 66 casos confirmados e duas mortes em Mato Grosso do Sul. As visitas das equipes de especialistas às UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e CRSs (Centros Regionais de Saúde) começam nesta terça-feira (7).

Conforme a assessoria do Paço Municipal, manifestações de ansiedade, medo, pânico e de preocupação excessiva com a própria saúde e com a de familiares, alteração no sono e na alimentação, bem como aumento do uso de álcool, tabaco e outras drogas são alguns dos sinais de que o profissional precisa de atenção psicossocial, por sofrer efeitos da pressão que a pandemia causa na sociedade, mas, principalmente, em quem tem de lidar com pacientes e outros problemas do setor.

A Gersau (Gerência de Saúde do Servidor) da Secretaria Municipal de Saúde vai realizar visitas nas unidades 24 horas, locais com o maior fluxo de pacientes com suspeita da doença. Nessa primeira visita, profissionais da área da saúde mental estarão disponíveis para atender os servidores da UPA Coronel Antonino.

A iniciativa integra o projeto “Cuidar de Quem Cuida”, que existe há dois anos e, na situação em que o sistema de saúde está, vai focar nesses profissionais. O projeto surgiu com o objetivo de auxiliar no cuidado mental de profissionais da saúde que lidam diariamente com o estresse e ansiedade por causa da profissão, sendo uma ferramenta de acolhimento ao servidor.

Sesau vai oferecer reforço psicossocial a profissionais de Saúde que atuam contra o coronavírus
Mais notícias