Servidores suspeitam de contaminação e água do Detran-MS passa por análise

Funcionários não descartam ação judicial por conta de condição insalubre no órgão

Aumenta a lista de situações constrangedoras na qual o (Departamento Estadual de Trânsito) está envolvido atualmente: além de terem que levar o próprio papel higiênico para o trabalho, funcionários do órgão agora suspeitam de que a falta de limpeza tenha ocasionado contaminação da água. Isso porque têm sido comuns relatos de servidores que passaram mal após beberem água nas dependências do órgão.

A denúncia chegou à reportagem por meio de servidores que pediram para ter a identidade preservada. Segundo as denúncias, o temor é que outras pessoas passem mal e, por isso, o sindicato da categoria também foi acionado – o Sindetran (Sindicato dos Servidores do ) até contratou uma empresa particular para inspecionar a água e verificar se está de fato contaminada. O laudo deve ficar pronto na próxima semana.

Diante do descaso, ajuizar uma ação não está descartada pelos servidores, que entendem que o nível de insalubridade ultrapassou os limites. “Queremos dar o melhor atendimento à população, mas como atender se não estamos tendo condições básicas de higiene e saúde”, disse uma pessoa próxima ao sindicato.

O abandono do órgão que presta serviço para a população é reclamação frequente e tem gerado indignação por parte dos próprios servidores. A solução plausível diante dos impasses diários – conforme sugerem servidores – é que o Governo chamasse os funcionários e buscassem uma solução em conjunto. “Se o Estado não tem dinheiro para fazer a manutenção da própria estrutura fica difícil dar um bom atendimento para a população”, disse um servidor que não quis se identificar.

A reportagem pediu um posicionamento para a assessoria de comunicação do órgão, mas os questionamentos não foram respondidos. O Jornal Midiamax reforçou pedido de resposta durante coletiva de imprensa na última terça-feira (20) , mas os dirigentes do não se pronunciaram sobre os questionamentos da reportagem.

Servidores suspeitam de contaminação e água do Detran-MS passa por análise
Mais notícias