Semana Santa: Procon aponta variação de 112% de preço em peixarias de Capital

Um dos mais procurados, o Bacalhau foi encontrado apenas em uma peixaria de Campo Grande

O Procon Campo Grande (Subsecretaria de Proteção e Defesa do Consumidor) divulgou nesta quarta-feira (8), uma pesquisa de variação de preço nas peixarias da Capital. O balanço apontou variação de 112% no corte do pescado de filé de pintado; o preço varia de R$ 25,90 a R$ 55, na Semana Santa.

Tradição na mesa dos católicos neste período, o Procon realizou pesquisa em 7 comércios de pescado nas peixarias da cidade ontem (7) e hoje. O corte do filé de pintado o menor preço foi encontrado por R$ 25,90 na Peixaria do Mercadão, e o maior foi de R$ 55 na Peixaria MS.

Outras variações encontradas foi no quilo do Pacu inteiro, sendo o preço mais baixo de R$ 10,98 o quilo no Moura Pescados e R$ 18,90 o quilo no Peixaria Atlântica. O Pacu em posta sem espinha a variação foi de 72%.

O Bacalhau foi um dos produtos que já estavam com poucas unidades, sendo encontrado apenas em um estabelecimento por R$ 47,90 o quilo. Outro produto muito procurado nas peixarias é o filé de Tilápia. O preço mais baixo foi de R$ 29,90 o quilo, no Moura Pescados e Peixaria Atlântica, o valor mais alto foi encontrado no Mercadão, R$ 32,90 o quilo.

A varição de valor no camarão-de-sete-barbas sendo de 63%, Sardinha, 53%, Filé de Pintado de confinamento, 48%, filé de Mapará, 40%. Foram pesquisados 16 produtos nas peixarias, e alguns já estavam em falta como a costelinha de Pacu, filé de Pintado, Mapará, Pirarucú, Matrixã, Bacalhau, filé de Merluza e Camarão Rosa.

Semana Santa: Procon aponta variação de 112% de preço em peixarias de Capital
Mais notícias