Semana de tempestades zera focos de incêndio no Pantanal em MS, apontam Bombeiros

Último grande foco, no Parque Estadual do Pantanal do Rio Negro, foi extinto

A semana de tempestades, com grandes volumes de chuva em Mato Grosso do Sul foram fundamentais para eliminar os focos de incêndio no estado. Na manhã desta quinta-feira (29), não há focos ativos, segundo os bombeiros.

Conforme o comandante do CPA (Centro de Proteção Ambiental) do , Waldemir Moreira, a chuva eliminou o último grande incêndio que ainda estava ativo, no Parque Estadual do Parque do Rio Negro, na região do ‘Touro Morto’, divisa dos municípios de Aquidauana e Corumbá.

“A vegetação já está mais verde. Não são com as primeiras, mas sim uma sequência de chuvas para a vegetação ganhar umidade”, explica.

No entanto, Moreira explica que o estado de Mato Grosso e no Paraguai existem alguns focos ativos. “Mas as perspectivas de chuvas são muito boas, estamos numa situação confortável”, declara.

s no Pantanal

Uma das piores estiagem dos últimos 50 anos deixou o bioma em chamas este ano. Até o último domingo (25), 28% do Pantanal havia sido devastado pelo fogo, segundo o Lasa (Laboratório de Aplicações de Satélites Ambientais) do Departamento de da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

Os dados mostram que a área total queimada foi de 4.167 milhões de hectares, ou 41 mil km quadrados, quase o tamanho do estado do Rio de Janeiro. Desse total, 1.9 milhão foi queimado em MS e os 2.2 restante no MT.

Semana de tempestades zera focos de incêndio no Pantanal em MS, apontam Bombeiros
Mais notícias