Vagas de auxiliares nos Ceims de Dourados não foram preenchidas por falta de interessados

Upiran Jorge ocupou a tribuna livre da câmara para prestar esclarecimentos sobre as ações da prefeitura na área da educação

Durante pronunciamento na tribuna livre da Câmara Municipal de Dourados, na noite desta quarta-feira,  o secretário municipal de Educação Upiran Jorge  Gonçalves da Silva afirmou que a administração está totalmente empenhada em resolver o impasse criado com a falta de auxiliares nos Ceims (Centros de Educação Infantil). Ele negou que esteja havendo descaso em relação à contratação de servidores  de apoio aos professores.

Segundo ele, a administração municipal está atravessando um problema com relação ao preenchimento das vagas de auxiliares e que em nenhum momento a situação está sendo negligenciada.“Fizemos todos os procedimentos necessários, mas as vagas não foram preenchidas por falta de interessados. Portanto, não se trata de um desdém, uma vez que estamos conversando com o Ministério Público Estadual para encontramos uma solução”, disse o secretário.

Ele se colocou à disposição dos vereadores e também dos dirigentes do Simted (Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Dourados) para todos os esclarecimentos necessários. “O gabinete do secretário sempre esteve de portas abertas para resolver essa questão dos auxiliares e qualquer outro problema que possa surgir”, declarou.

“Sempre atendi e respondi da forma como pude e isso não vai mudar porque sempre fui um defensor do diálogo”, disse Upiran, aproveitando a oportunidade para reafirmar o compromisso da prefeita Délia Razuk com a população. “Temos plena consciência  que ainda faltam algumas condições para desenvolver o trabalho que queremos. Mas todos também sabem que estamos nos esforçando para que isso aconteça”.

O secretário disse aos vereadores que a pasta está procurando atender todas as demandas necessárias para o bom funcionamento da educação no município. “Só este ano nós efetivamos 606 contratos de professores em suplência que foram aprovados no concurso de 2016. Além disso, estamos com 45 processos relacionados à educação em andamento e que já estão sendo analisados pelo Tribunal de Contas do Estado”, disse Upiran.

Na avaliação do presidente da Câmara, Alan Guedes (DEM), a presença do secretário se fez necessária pela urgência das demandas e também pelo próprio interesse da administração municipal, por meio da secretaria de Governo em prestar esclarecimentos sobre determinados assuntos, como este relacionado aos auxiliares dos Ceims.

“O secretário Upiran tem se destacado pela forma sempre pronta a atender os nossos chamados e também de se apresentar aqui na câmara para atender alguma demanda quando pertinente. E foi adequada a presença dele hoje aqui por que estamos passando por problemas de paralisação na educação infantil”, explicou o vereador, ponderando que por mais que possam haver discordâncias, ele está sempre disposto a prestar os esclarecimentos necessários.

Segundo o presidente da Câmara, feitas as explicações e ouvidas as ponderações do Legislativo, é hora de unir forças para resolver o problema. “Esperamos que as secretarias de Administração e de Educação, o mais rapidamente, possam entrar em entendimento para ocupar, ainda que provisoriamente com estagiários, as vagas de auxiliares na educação infantil”, afirmou Alan.