Quer saber mais sobre o auxílio de R$ 600? Saiba onde tirar dúvidas em Campo Grande

Durante pandemia, secretaria orienta evitar aglomeração e sair de casa sem necessidade.

O Governo Federal disponibilizou nesta terça-feira (7) o pagamento do auxílio emergencial para pessoas em situação de vulnerabilidade, durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Em Campo Grande, a SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social) providenciou lugares para atender e tirar dúvidas daqueles que estão com dificuldade para acessar o site, aplicativo ou que não tem acesso à internet.

A secretaria ressalta que neste momento de pandemia e isolamento social, é importante evitar aglomeração e sair de casa sem necessidade. As famílias não precisam ir até as agências bancárias ou aos CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) para solicitar o auxílio. Confira quem tem direito ao saque emergencial clicando aqui. 

A família que já possui registro no Cadastro Único até o dia 20 de março deste ano, e que atende às regras do programa receberão o auxílio sem precisar se cadastrar novamente. Quem já é beneficiário do Bolsa Família receberão o valor automaticamente após liberação do Governo Federal.

As unidades de atendimento presencial funcionará das 8h30 às 13h30.

Confira os locais de atendimento:

FUNSAT (Fundação Social do Trabalho e SINE Municipal de Campo Grande) – Rua 14 de Julho, 992, Vila Glória (Tel. 4042-0585);

Incubadora Mario Covas – Rua Leandro da Silva Salina, 668, Mario Covas (Tel. 4042-0497 – ramais 2427 e 2428);

Incubadora Francisco Giordano Neto – Rua Marques de Leão, 1214, Estrela Dalva (Tel. 4042-0497 – ramais 2429 e 2430);

Incubadora Norman Edward Hanson – Rua General Alberto Carlos Mendonça Lima, 2251, Santa Emília (Tel. 4042-0497 – ramais 2423 e 2424);

Incubadora Zé Pereira – Rua Eugênio Peron, 676, Zé Pereira (Tel. 4042-0497 – ramais 2425 e 2426).

Dúvidas também podem ser esclarecidas pelos telefones: 3314-4482, ramais 6030, 6037 e 6038.

Quer saber mais sobre o auxílio de R$ 600? Saiba onde tirar dúvidas em Campo Grande
Mais notícias