Salões de beleza usam promoções para atrair clientes com medo do coronavírus em Campo Grande

Além da redução na procura, salões ainda devem atender menos pessoas por vez para garantir que não haja aglomeração

Com a de coronavírus e a recomendação de isolamento social, o número de atendimentos nos salões de beleza caiu até 60% em Campo Grande. Para conseguirem sem manter, os estabelecimentos utilizam promoções para chamar a atenção dos clientes. Há, ainda as normas de segurança, e poucos clientes podem ser atendidos em um ambiente.

Salões de beleza usam promoções para atrair clientes com medo do coronavírus em Campo Grande
Vânia esteriliza todos os equipamentos do salão e atende dois clientes por vez. (Foto: Ranziel de Oliveira)

Em um salão de beleza especializado em cabelos crespos e cacheados no bairro Tijuca, o principal cuidado é com a esterilização do local para evitar o coronavírus. A proprietária Vânia Celestino, de 37 anos, explica que já usava máscara e álcool para se proteger, mas agora há uma preocupação constante de esterilizar equipamentos e oferecer álcool em gel para os clientes. 

Ela conta que já atendia com horário marcado, mas que agora as ferramentas digitais ficaram ainda mais importantes. Na hora do agendamento já avisa que clientes não devem levar acompanhante ao salão. Ela também não atende pessoas com 60 anos ou mais. “Atualmente, atendo duas pessoas por vez. É um na manicure e outro na cadeira de cabeleireiro”, diz. 

O movimento caiu pela metade e agora só consegue realizar 50 atendimentos em um mês. A estratégia para atrair clientes é fazer promoções. “Se você faz um cabelo, você pode ganhar uma esmaltação e sobrancelha. Também já conheço o perfil do cliente, mando mensagem lembrando do que ele fazia, falando que está com promoção”, conta.

Salões de beleza usam promoções para atrair clientes com medo do coronavírus em Campo Grande
Kendra explica que salão faz promoções com ‘combos’. (Foto: Ranziel de Oliveira)

Em um outro salão de beleza, o número de funcionários foi reduzido e poucas pessoas são atendidas ao mesmo tempo. Kendra Morimoro, de 23 anos, é maquiadora e administra o perfil do salão nas redes sociais. Ela conta que alerta sempre o cliente sobre o uso do álcool em gel e que não é permitido entrar no estabelecimento caso a temperatura corporal esteja acima de 37ºC. Um questionário é aplicado logo na entrada. “Antes, fazíamos de 20 a 40 atendimentos por dia. Agora, no máximo 20”, afirma. 

Para atrair a clientela, o salão também faz promoções. “O cliente marcar um agendamento, tentamos oferecer mais serviços pra ele. Antes, o corte era de R$ 99, hoje a cliente ganha hidratação e escova. Mesma coisa limpeza pele, era R$ 89 e agora é esse valor mas ganha peeling e máscara de LED”, explica.

Salões de beleza usam promoções para atrair clientes com medo do coronavírus em Campo Grande
Eleni foi ao salão para fazer as unhas. (Foto: Ranziel de Oliveira)

A psicóloga Eleni Soares, de 60 anos, é cliente do salão e se sente segura com as medidas de biossegurança. “Parabenizo as medidas cautelares. Não tem medo, tenho me prevenido, cuido da minha saúde e pratico exercício físico”.

Salões de beleza usam promoções para atrair clientes com medo do coronavírus em Campo Grande