‘Rezando e esperando’: em MS, 30 municípios ainda não registraram casos de coronavírus

Prefeitos das 2 maiores cidades que ainda não registraram casos de Covid-19 agradecem à população por seguir medidas de prevenção

A apresentação diária sobre a evolução de casos de coronavírus (Covid-19) em , feita pela Secretaria de Estado de Saúde, sempre vem acompanhada de um mapa com os 79 municípios do Estado que, diariamente, veio se tornando cada vez mais vermelho, representando as cidades e distritos que confirmaram pessoas infectadas pela doença. Nesta terça-feira (2), dos 79 municípios do Estado, 49 aparecem com essa cor no mapa. Nos 30 restantes, os prefeitos creditam a Deus e ao apoio da população o fato de ainda estarem livres de casos.

Com pouco mais de 45 mil habitantes, Aquidauana –a 120 km de Campo Grande– entrou e saiu da lista de cidades sem casos em pelo menos duas ocasiões. Em 30 de maio, o ingresso nas estatísticas foi feito a partir do teste rápido de uma mulher de 53 que, submetida deopis a 2 exames completos, teve a infecção descartada. A cidade tem 3 casos suspeitos, sendo a maior do Estado a, até o momento, não registrar casos de Covid-19..

“Estamos lutando contra essa doença invisível, com barreiras sanitárias e colaboração da população, tornando obrigatório o uso de máscaras e a higienização. Tudo para tentar não deixar o vírus chegar”, disse o prefeito Odilon Ribeiro (PSDB). “Graças a Deus, até agora temos tido sucesso”. Apesar dos resultados até aqui, ele é categórico ao dizer que “mais cedo ou mais tarde [o vírus] deve chegar. Mas estamos evitando ao máximo para que isso aconteça”.

A colaboração da vizinha Anastácio –que teve até aqui um caso confirmado e montou barreiras sanitárias também em seu território– também é destacada pelo prefeito. Ribeiro apontou, porém, que apesar de uma parcela da população ser dedicada ao enfrentamento à pandemia, “uma parte não colabora: fazem festinha e enchem os bares. Só que, como ainda temos conseguido zero casos, não há como se exigir muito”.

Para o prefeito de Aquidauana, tais pessoas só devem se conscientizar se surgirem casos. Mas, para que isso não ocorra, medidas como o toque de recolher das 23h às 5h e a limitação do funcionamento do comércio das 8h às 16h seguem em vigor, a fim de reduzir a circulação de pessoas nas ruas e, consequentemente, a possibilidade de contaminação.

De olho em São Paulo

coronavírus, Mato Grosso do Sul, municípios sem casos
Vista aérea de Aparecida do Taboado: distanciamento de SP. (Foto: Reprodução)

Com cerca de 24 mil habitantes e a 458 km de Campo Grande, Aparecida do Taboado tem seu idiano muito vinculado ao interior de São Paulo –a 200 km dali, São José do Rio Preto é considerada polo de compras, comércio e lazer. A cidade compartilhava, até o início da pandemia, uma vida em comum com a vizinha Santa Fé do Sul, da qual é separada por uma ponte. O avanço da Covid-19 em território paulista –epicentro nacional da doença, com quase 110 mil casos e 7,6 mil mortes–, porém, mudou a rotina local.

“Rio Preto é nosso centro médico e comercial. Estamos evitando a ida para lá, porque a doença virou um caso sério. Em Votuporanga [outra cidade paulista que é referência regional, com cerca de 95 mil habitantes], também. Fizemos barreiras sanitárias e monitoramos a situação. Agradeço muito à população, que está sendo muito consciente”, disse o prefeito Robinho Samara (PSB).

Segundo, a população tem aderido às práticas recomendadas contra o coronavírus, como o uso de máscaras e o distanciamento social. “Estamos ilhados, mas conseguimos passar até agora sem casos”, destacou, citando que cidades vizinhas, como Paranaíba e Selvíria, já tiveram infectados pela doença.

coronavírus, Mato Grosso do Sul, municípios sem casos
Em branco, municípios que não registraram casos de Covid. (Imagem: SES/Reprodução)

Tal segurança levou o prefeito a afrouxar alguns dos decretos de restrição, com a reabertura do comércio de forma gradual. Samara, porém, também é cauteloso ao ser questionado sobre a possibilidade de a pandemia acabar e a cidade não registrar casos de Covid. “É difícil prever. Lutamos contra um ser invisível. Queremos passar por isso. Mas estamos orando e rezando para que isso não aconteça”. Além da fé, a preparação de 5 leitos hospitalares e a compra de respiradores para possíveis pacientes de Covid-19 integram as ações. “Fizemos a nossa parte, mas espero que nada disso seja usado”.

Confira a lista de municípios que não registraram casos de Covid-19 até esta terça-feira (2):

Santa Rita do Pardo, Cassilândia, Inocência, Aparecida do Taboado, Anaurilândia, Angelica, Novo Horizonte do Sul, Juti, Iguatemi, Eldorado, Japorã, Sete Quedas, Coronel Sapucaia, Aral Moreira, Laguna Carapã, Antonio João, Nioaque, Caracol, Porto Murtinho, Bodoquena, Aquidauana, Dois Irmãos do Buriti, Terenos, Jaraguari, Bandeirantes, Rochedo, Corguinho, Rio Negro, Figueirão, Pedro Gomes

‘Rezando e esperando’: em MS, 30 municípios ainda não registraram casos de coronavírus
Mais notícias