Relatório aponta 16 tentativas de suicídio na população LGBT+ em Dourados em 2019

O levantamento foi feito pelo Núcleo de Políticas Públicas para o público LGBT+ do município

Relatório do Núcleo de Políticas Públicas para o público LGBT+ de Dourados revela que 16 pessoas tentaram suicídio durante o ano passado no município. A não aceitação dos pais está entre as principais causas dessas ocorrências, de acordo com especialistas.

Segundo Cláudia Assunpção, coordenadora do Núcleo, foram atendidos 16 casos de pessoas LGBT com tentativa de suicídio somente em Dourados durante todo o ano passado. “Entre eles, está o de uma menina trans, de apenas 18 anos que tentou tirar a própria vida devido à não aceitação dos pais”, explica Cláudia .

“Vivemos ainda hoje numa sociedade marcada por violência, preconceito e discriminação por orientação sexual e identidade de gênero”, avalia a coordenadora. Ela também pondera que  “apesar dos avanços, das conquistas, podemos presenciar pais que preferem ter um filho ladrão ou bandido a ter um filho/filha homossexual”.

Por conta das ocorrências registradas em 2019,  e como forma de prevenção para futuros casos, o Núcleo de Políticas Públicas para o público LGBT+ de Dourados pretende dar continuidade aos debates com os mais variados setores da sociedade. “Queremos realizar outras audiências públicas e mais encontros e seminários, como os que aconteceram na OAB para discutir o assunto e buscar soluções”, comenta a coordenadora.

A questão da saúde também está entre as preocupação do Núcleo de Políticas Públicas para o Público LGBT+. Conforme relatório, foram realizadas oito rodas de conversa nos pensionatos das meninas trans, em parceria com o Programa Municipal de IST/Aids, levando informações de prevenção a todas as doenças sexualmente transmissíveis, Aids e Hepatites virais.

Relatório aponta 16 tentativas de suicídio na população LGBT+ em Dourados em 2019
Mais notícias