Receita Federal em MS passa a ter dois pilotos de avião

Solenidade foi acompanhada pela superintendente da 1ª Região, delegado e coordenadores das áreas institucional e de fiscalização

A em Campo Grande realizou a formatura auditores-fiscais da Everton Quevedo e Alexandre Demarchi como pilotos de avião.

De acordo com a Receita, a superintendente da 1ª Região Fiscal, Rosane Faria de Oliveira Esteves, acompanhou nesta segunda-feira (28), pela manhã, na de Campo Grande (MS), a formatura dos auditores-fiscais da Everton Quevedo e Alexandre Demarchi como pilotos de avião.

A solenidade foi prestigiada também pelo superintendente-adjunto, Enio Motta Junior, e pelo delegado-adjunto da em Campo Grande, Henry Tamashiro de Oliveira.

Com as permissões, os servidores estão aptos a pilotar avião monomotor que a vier a incorporar ao patrimônio.

“Esse é o primeiro passo pra quem quer seguir uma carreira na aviação. Creio que devemos ser pioneiros a pilotar um avião do órgão, caso isso aconteça”, explica Quevedo, que já tinha permissão para pilotar helicóptero.

O curso de piloto privado teve duração de 40 horas. Para pilotar avião comercial são necessárias 200 horas e 500 horas para ser comandante.

Também acompanharam o evento a coordenadora-geral da Corep, Karen Yonamine Fujimoto; a coordenadora-geral- substituta da Copav, Gláucia Figueiredo Reis; o coordenador operacional da Corep, Maurício Silva; e o chefe da Direp, Raphael Eugênio de Souza. (Informações da assessoria)

Receita Federal em MS passa a ter dois pilotos de avião
Mais notícias