Quatro são presos por pesca predatória e multados em R$ 10,4 mil

Vão responder por crime ambiental

46Quatro homens foram presos e multados em R$ 10,4 mil por pesca predatória, pela PMA (Polícia Militar Ambiental) de Aquidauana. No acampamento onde estavam foram encontrados tarrafas, anzóis de galho – petrechos proibidos, além de um rifle com munições, redes de pesca e peixes fora da medida.

Os homens estavam no rio Aquidauana e dentro de uma caixa térmica os policiais encontraram quatro exemplares de peixes da espécie jaú, sendo três abaixo da medida permitida por Lei e com sinais de terem sido capturados por petrechos de malha do tipo redes ou tarrafas.

No local também foram encontrados três redes de pesca, duas tarrafas e 30 anzóis de galho, que foram apreendidos, juntamente com o pescado, pesando 30 kg, uma caixa térmica, um barco, um motor de popa, três molinetes e duas carretilhas com varas, além de uma carreta reboque e um veículo Ford F 250.

A equipe da PMA vistoriou o veículo e encontrou ainda um rifle calibre 22 com nove munições intactas, sem documentação, também apreendidas. Nenhum dos homens assumiu ser dono da arma. Mas afirmaram serem pescadores profissionais e que não tinham mais carteira de pesca;

Conforme a PMA, os infratores, de 51 anos, residente em Bonito, de 42 anos, residente em Anastácio e dois de 39 e 41 anos, residentes em Aquidauana, receberam voz de prisão e foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil daquela cidade, juntamente com o material apreendido, onde foram autuados em flagrante por crime ambiental de pesca predatória, com pena prevista de um a três anos de detenção.

Os quatro foram multados em R$ 2,6 mil cada, totalizando R$ 10,4 mil e vão responder por crime de posse ilegal de arma, com pena prevista de um a três anos de detenção. O pescado será doado para instituições filantrópicas, depois de periciado.

Quatro são presos por pesca predatória e multados em R$ 10,4 mil
Mais notícias