Promessa do Detran-MS não se cumpre e placa Mercosul no Estado é a mais cara do Brasil

Diferença chega a R$ 230 comparado a outros Estados

Custando de R$ 280 a R$ 320, Mato Grosso do Sul tem a placa Mercosul mais cara do país até o momento, ou seja, o que era para ficar mais barato acabou tendo um valor mais alto, segundo o CRDD-MS (Conselho Regional de Despachantes Documentalistas de Mato Grosso do Sul).

Os emplacamentos ficaram suspensos até está quinta-feira (30) no Estado, o novo modelo de PIV (Placa de Identificação Veícular), conhecida como Placa Mercosul entra em vigor na segunda-feira (3).

De acordo com o presidente do CRDD-MS, Sebastião José da Silva, um levantamento inicial feito com os presidentes de outros estados mostrou que até o momento Mato Grosso do Sul lidera o ranking no preço de emplacamento.

Promessa do Detran-MS não se cumpre e placa Mercosul no Estado é a mais cara do Brasil
(Ana Palma, Jornal Midiamax)

“Aqui no Estado o valor está indo de R$ 280 a R$320, o objetivo da nova placa era justamente baratear o procedimento, mas a prática do livre mercado está fazendo ficar mais cara, se esse realmente for o valor cobrado na segunda-feira”, disse Sebastião.

Ele ressalta que até a semana passada para emplacar um veículo zero quilômetro no Estado o valor seria de R$ 211, uma variação de R$ 69 a R$ 109 a mais com o novo preço. “Nós não entendemos o motivo disso. Realmente esperávamos que a placa fosse mais barata porque quando ela foi criada um monte de coisa foi tirada, como o lacre da placa traseira, justamente para reduzir o valor”, relatou.

Conforme Sebastião, o par de placas está custando em média R$ 200 no país, entre os Estados. No Rio de Janeiro, o primeiro Estado a adotar o novo padrão, o custo da nova placa caiu de R$ 219,35 para R$ 193,84 no caso dos carros e de R$ 90,12 para R$ 64,61 no emplacamento de motocicletas.

O valor  mais barato para o par de placas até o momento é no Paraná R$ 90. Em São Paulo o emplacamento chega a custar no máximo R$ 138, no Espirito Santo o valor fica nos R$ 150.  Na Bahia R$ 200, Rio Grande do Norte R$ 210 e Manaus R$ 220, por exemplo.

“A diferença está chegando a mais de R$ 200 entre outros estados e o Mato Grosso do Sul”, constatou Sebastião.

De R$ 280 a R$ 320

Em Mato Grosso do Sul são seis empresas credenciadas para o procedimento e o valor do novo emplacamento pode chegar os R$ 320, 35% a mais que o preço atual cobrado pelo (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul).

No Estado seis estampadoras estão credenciadas para o serviço e os valores do procedimento e a forma de pagamento são definidos pelas próprias empresas, além de informar dos clientes, conforme a conforme a resolução 780/2019 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), publicada em 26 de junho.

Em Campo Grande são quatro empresas credenciadas, em Dourados duas e em Três Lagoas mais duas. Na Capital os valores vão de R$ 280 a R$ 320 o par de placas.

Já para o interior o emplacamento vai variar entre R$ 280 e R$ 300, tanto em Três Lagoas quanto em Dourados.

Quem deve adotar a nova placa?

Vale lembrar que o novo emplacamento não é obrigatório para todos os veículos, mas quem quiser efetuar a troca voluntariamente pode fazê-lo.

Já os proprietários de carros novos, veículos que passaram por mudança de município, que trocaram de categoria – um táxi que vira carro de passeio – e, veículos que a placa atual não tenha sido aprovada em vistoria por estar ilegível ou danificada são obrigados a adotar o novo emplacamento.

Credenciadas

Capital

  • GR Placas (Av. Júlio de Castilho, 285, Vila Soares ou na Av. Mascarenhas de Moraes, 1452, Monte Castelo)
  • Íons Placas Matriz (Rua São Sepê, 350, Coronel Antonino)
  • MS Placas Matriz (Rua Fernando de Noronha, 239, Vila Sobrinho)
  • FS Placas (Av. Tamandaré, 3396, São Francisco)

Dourados

  • FR Placas Matriz (Rua Álvaro Carlos de Lima, 3700, Parque Jequitibás)
  • GR Placas (Rua Rene de Matos Rocha, 175, Parque Jequitibás)

Três Lagoas

  • GR Placas Filial (Rua Dr. Oscar Guimarães, 3539, Jardim Morumbi)
  • FL Placas Matriz (Av. Filinto Muller, 2841, Jardim Novo Aeroporto)
Promessa do Detran-MS não se cumpre e placa Mercosul no Estado é a mais cara do Brasil
Mais notícias