Procon e ONG fabricam máscaras que serão distribuídas em hospitais de Campo Grande

Falta da mercadoria no comércio levou aos envolvidos a se voluntariarem na produção

O Procon (Órgão de Defesa do Consumidor), juntamente com a Aciesp (Associação De Capacitação e Instrução De Economia Solidarias Do Povo), estão produzindo máscaras que serão encaminhadas à Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) para serem distribuídas em postos de saúde e hospitais de Campo Grande. A medida levou em consideração resultado de pesquisas diárias que apontam para a falta da mercadoria, assim como de outros itens básicos para evitar contaminação com coronavírus (Covid-19).

A produção tem sido realizada em três turnos. Na tarde da última quarta-feira (25), o secretário municipal de Saúde José Mauro acompanhou os trabalhos. Por sua vez, o subsecretário Valdir Custódio, do Procon, explica a importância de se doar em um momento em que muitos profissionais precisam de ajuda. 

“Nós transformamos o auditório do Procon em uma confecção de máscaras para os profissionais da saúde, porque confiamos e acreditamos na opinião e na técnica do Secretário de saúde do nosso Município José Mauro e do nosso Ministro  Mandetta”.

A diretora da Aciesp Ceurecy Santiago Ramos, disse que essa corrente do bem proposta pelo Procon vai de encontro com a missão da ONG. “Nosso Objetivo na Aciesp é ajudar as pessoas, então quando o Valdir nos procurou para estarmos juntos nessa luta, nós prontamente aceitamos e entramos de cabeça juntamente com a equipe do Procon. É gratificante para nós poder participar dessa ação e pode ajudar milhares de pessoas que estão deixando seus lares suas famílias para ajudar nessa pandemia”.

Mais notícias