Procon autua seis agências bancárias por demora em atendimento

Fiscais constataram ainda que bancos descumprem medidas preventivas ao novo coronavírus

Seis agências bancárias de Campo Grande foram autuadas nos últimos dias por problemas no atendimento. As falhas vão desde demora até a falta de informação clara sobre a prestação dos serviços.

Equipes do Procon/MS (Superintendência para Orientação e de Mato Grosso do Sul) fiscalizaram 12 agências entre 15 e 23 de setembro e constataram irregularidades em seis delas.

As visitas ocorreram após várias denúncias de mau atendimento. Foram autuadas  três agências dos bancos Bradesco, duas do Santander e uma da .

A principal reclamação dos clientes é o tempo de espera para atendimento e a obrigação de aguardar fora das agências para evitar aglomeração. Os fiscais constataram ainda que as pessoas não receberam senhas que poderiam demonstrar o tempo de espera.

Elas só eram entregues – quando ocorria – no momento que os clientes entravam, mas recebiam comprovantes sem prioridade ou especificação do serviço solicitado.

A maioria dessas agências também deixou de informar o horário de expediente, fazendo com que as pessoas esperassem longos períodos, chegando até mesmo a não serem atendidos após o fim do atendimento.

Outro problema constatado foi a dificuldade de liberação de clientes aos caixas para descontar cheques. Na Caixa, foi alegado que isso não era serviço essencial.

Os fiscais também notaram aglomerações e a indisponibilidade de frascos de álcool em gel nas agências, contrariando normas de biossegurança para prevenir a Covid-19.

Procon autua seis agências bancárias por demora em atendimento
Mais notícias