Presos confeccionam uniformes e equipamentos para profissionais da saúde em MS

Presos confeccionam uniformes e equipamentos de proteção individual para profissionais da saúde em Mato Grosso do Sul. De acordo com o MPT-MS (Ministério Público do Trabalho de Mato Grosso do Sul), a Justiça do Trabalho liberou R$ 24 mil para a aquisição de insumos para a confecção dos uniformes e equipamentos de proteção individual feitas pelos detentos do Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande . Já outros R$ 43 mil servirão para a compra de materiais úteis ao enfrentamento da Covid-19 em Três Lagoas.

O projeto idealizado pela Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) pretende fabricar, diariamente, cerca de três mil máscaras de TNT, nos estabelecimentos prisionais de todo o estado, além de uniformes compostos por capotes, coletes, calças e propés. O primeiro lote de materiais foi entregue no último dia 30 no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HR-MS). Outras unidades também serão beneficiadas com o recebimento dos produtos.

Além dos uniformes e equipamentos de proteção para as equipes de saúde que lidam com pacientes infectados pelo coronavírus, os reeducandos do Presídio de Segurança Máxima ainda têm produzido material de higiene e limpeza para atender à grande demanda dos estabelecimentos penais do estado e do Hospital Regional.

Pelo trabalho, eles recebem remição de um dia na pena a cada três dias trabalhados, conforme estabelecido na Lei de Execução Penal (LEP).

Com esse repasse, o MPT-MS soma cerca de R$ 240 mil em transferência de valores provenientes da atuação dos procuradores, direcionados para medidas de prevenção e combate à Covid-19 – compra de aparelhos hospitalares, equipamentos de proteção e ampliação de leitos. No país, os números chegam a R$ 124 milhões. (Informações da assessoria)

Presos confeccionam uniformes e equipamentos para profissionais da saúde em MS
Mais notícias