Prefeitura faz vistoria em praças após escorregador cair e matar menina de 3 anos

Em nota foi informado que há manutenção anual nas praças

A Prefeitura de Corumbá, cidade distante 444 quilômetros de Campo Grande, informou por meio de nota divulgada nesta sexta-feira (14), que faz uma vistoria em todas as praças públicas do município. A ação ocorre após acidente com um brinquedo no parquinho da praça do Bairro Generoso matar uma menina de 3 anos.

Segundo a nota, a prefeitura instaurou procedimento para apurar a responsabilidade em relação à manutenção dos brinquedos naquela praça em específico. Também foi iniciada vistoria emergencial em todas as praças públicas para atestar as condições de segurança de e promover as interdições que se mostrarem necessárias.

“Por determinação imediata do prefeito Marcelo Iunes, nosso setor jurídico promoveu abertura de procedimento interno de investigação para apurarmos todos os fatos e as devidas responsabilidades. Já estamos verificando as condições de segurança e interditando aquelas praças que não atenderem essas normas. A Prefeitura executa a manutenção das praças ao longo de todo o ano”, explicou o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Ricardo Ametlla. “É um dia triste para todos nós, aconteceu uma tragédia e estamos apurando as responsabilidades”, completou.

A praça do bairro Generoso vai ser interditada. “Após a orientação do prefeito reunimos as equipes da Secretaria e formalizamos as ações de vistorias e do processo jurídico interno”, ressaltou Ametlla. A prefeitura informou que mantém revisão e manutenção rotineira em todas as praças da cidade.

“Temos essa previsão de revisão e avaliação de todas as nossas praças. Vamos agilizar os serviços de avaliação das praças para que possamos garantir segurança”, reforçou o secretário de Infraestrutura. “Lamentamos essa tragédia e estamos verificando a situação para a devida responsabilização”, ressaltou Ametlla ao enfatizar a existência de um cronograma de vistorias e manutenção.

Ricardo Ametlla lembrou que muitos bens públicos sofrem com atos de vandalismo. “Não justifica o fato, mas temos observado muito vandalismo nos espaços públicos. Não comentamos isso para efeito de justificar essa tragédia, de maneira nenhuma. Tivemos notícias de que uma grande quantidade da fiação da Praça da Independência foi furtada e, quando isso acontece, deixa fios expostos e aumentando os riscos à população. Ontem, houve ação de vândalos que, praticamente, que destruíram as estátuas da Via Sacra do Morro do Cruzeiro. O município tem sofrido com essa parte do vandalismo. Mas, volto a dizer, que não se justifica essa tragédia. É com muita dor e pesar que lamentamos o que aconteceu com a criança e nos solidarizamos com a família”, finalizou.

Relembre o acidente

A menina brincava com a irmã no parquinho, por volta das 21h30. Ela estava no balanço quando parte da estrutura de madeira do escorregador, que fica no mesmo brinquedo, caiu sobre a cabeça da criança. Ela foi levada inconsciente para o pronto-socorro.

A menina teve traumatismo craniano e não resistiu aos ferimentos. Foi solicitada a transferência para a Santa Casa de Campo Grande, mas ela morreu ainda na madrugada desta sexta-feira (14), antes da chegada UTI (Unidade de Terapia Intensiva) aérea que faria o traslado.

Mais notícias