Prefeitura alerta que queimada urbana rende multa de quase R$ 10 mil

Período de estiagem e preocupação com impactos do novo coronavírus na Saúde motivam novo alerta sobre prática de usar fogo para limpar terrenos

O novo coronavírus (Covid-19) não é a única preocupação do poder público. Problemas que já são velhos conhecidos da população continuam a causar problemas. Entre eles estão as queimadas urbanas, que levaram a Prefeitura de Campo Grande a emitir novo aviso nesta quarta-feira (25) para que proprietários de terrenos que redobrem os cuidados com suas propriedades.

O aviso leva em conta o período de estiagem, no qual o clima seco favorece a propagação dos incêndios –gerando um novo problema para a saúde pública, sobretudo na questão respiratória, bem como para o meio ambiente.

Conforme a prefeitura, em caso de autuação, as multas por queimadas variam de R$ 2.414,50 a R$ 9.658. Os valores constam no Código de Polícia Administrativa de Campo Grande, que exige dos proprietários a limpeza, capina e drenagem dos terrenos lindeiros e vias e logradouros públicos.

“Reiteramos que as queimadas provocam problemas respiratórios e nesse momento o que não podemos é ter pessoas suscetíveis às doenças respiratórias, fragilizadas nas unidades de saúde”, alertou o secretário municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana, Luís Eduardo Costa, lembrando da mobilização global contra o coronavírus.

A população foi acionada a denunciar casos de terrenos baldios sujos por meio do telefone 156 (Disque Denúncia). Já flagrantes de cidadãos ateando fogo em terrenos podem ser comunicados à Guarda Municipal pelo telefone 153.

Mais notícias