Prefeito prorroga por mais 90 dias prazo para motoristas de aplicativo se regularizarem

Decisão foi anunciada nesta terça-feira (14) em reunião com a categoria

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) decidiu prorrogar por mais 90 dias prazo para que os motoristas de aplicativos se enquadrem diante da lei municipal que regulariza o serviço de transporte individual. A decisão foi anunciada nesta terça-feira (14) em reunião com a categoria. Os motoristas fizeram uma passeata pela avenida Afonso Pena e se reuniram na prefeitura de Campo Grande para entregar um ofício com reivindicações.

Os motoristas apontam que as novas regras devem gerar prejuízos e pediram a prorrogação do prazo para adequação à lei. “Conversamos direto com o Prefeito e ele garantiu prorrogar por 90 dias o vigor da lei e também disse que vai dar uma estudada em dois, dos dez pontos, que solicitamos que é sobre as multas e o seguro”, afirma Yves Drosgic, advogado que representa o grupo de motoristas.

Kleber da Rocha, motorista há dois anos, diz que a categoria não é contra a lei, mas pedem que o prefeito Marquinhos Trad (PSD) sancione uma lei baseada na lei federal. Eles apontam que na lei federal motoristas podem ‘rodar’ com carros de até 10 anos. Na lei municipal, o carro deve ter no máximo oito anos.

Um dos líderes do movimento dos motoristas, Fernando França, citou o pedido de providências ao MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) sobre a lei municipal. Ele afirma que pediram uma audiência que deve acontecer após o dia 20 de janeiro.

“Queremos sensibilizar o prefeito de que esta lei nos prejudica, não fomos ouvidos nesta história. Pedimos para discutir 10 pontos da lei, pontuamos cada uma e pedimos a audiência”. Fernando cita que os principais pontos que prejudicam motoristas são sobre o ‘prazo’ dos carros e exame toxicológico.

Prefeito prorroga por mais 90 dias prazo para motoristas de aplicativo se regularizarem
Mais notícias