Cotidiano

Ponta Porã terá banco de dados para cadastro e consulta de criminosos

Ponta Porã, cidade sul-mato-grossense que faz fronteira com Pedro Juan Caballero está implementando um sistema de banco de dados para armazenamento e consulta de cadastros de ocorrências. A iniciativa é da Secretaria Municipal de Segurança Pública de Pública. Com o uso de tecnologia avançada, a administração municipal que ajudar no levantamento de informações relacionadas às  […]

Marcos Morandi Publicado em 07/05/2020, às 08h31

(Foto: ABC Color)
(Foto: ABC Color) - (Foto: ABC Color)

Ponta Porã, cidade sul-mato-grossense que faz fronteira com Pedro Juan Caballero está implementando um sistema de banco de dados para armazenamento e consulta de cadastros de ocorrências. A iniciativa é da Secretaria Municipal de Segurança Pública de Pública.

Com o uso de tecnologia avançada, a administração municipal que ajudar no levantamento de informações relacionadas às  abordagens de pessoas em atitudes suspeitas fiscalizações, prisões e conduções, ocorrências, boletins de atendimentos, veículos produtos de roubo ou furto  que são recuperados.

Além disso, o banco de dados também irá permitir o acompanhamento de  apreensões de entorpecentes, armas de fogo , munições, mercadorias oriundas de contrabando e de moedas falsificadas.

Com o novo sistema os agentes poderão confeccionar boletins de ocorrências em formato digital prontos para impressão o que além de agilizar o serviço torna o trabalho ainda mais eficiente.

O banco de dados possibilita, ainda,  a busca de dados de criminosos de acordo as necessidades e interesses relevantes para a segurança pública, já que o aplicativo será capaz de realizar cruzamentos de dados e fornecer informações em tempo real e está em fase de experimento, a partir de uma proposta do vereador Marcelino Nunes (PDT), quando esteve a frente do órgão de segurança municipal.

Jornal Midiamax