Policias e forças armadas deflagram a 12º Operação Ágata na cidade de Corumbá

Operação tem o objetivo de combater os crimes na região da fronteira

Situada a 428km da capital, começou na última segunda-feira(14), na cidade de Corumbá,  a 12º Operação Ágata. A ação, iniciou dias depois da reabertura parcial da fronteira com a , permitindo que moradores locais, de ambos os lados, cruzem a linha.

O objetivo principal da operação é combater os crimes transfronteiriços, na faixa de fronteira, e contribuir para a redução  do crime organizado nos grandes centros e intensificar a presença do Estado na região, segundo o site Diário Corumbaense.

As fiscalizações são realizadas em todas as regiões de Corumbá e Ladário, principalmente as que dão acesso à região de fronteira, como no Posto Esdras, que fica no limite da faixa de fronteira entre os dois países.

Policias e forças armadas deflagram a 12º Operação Ágata na cidade de Corumbá
Militares na região da fronteira (Divulgação/Marinha do Brasil)

Além dessas áreas, estradas vicinais e também o posto de fiscalização Lampião Aceso, que fica às margens da , também são inspecionados.

A operação não tem data para acabar e diversos oficiais militares devem desembarcar em Corumbá ainda nesta terça-feira (15), para acompanhar a operação.

A ação é uma iniciativa do Ministério da Defesa, sob coordenação do Comando do 6º  Distrito Naval (Com6ODN) em conjunto com o Comando Militar do Oeste e Órgãos de Segurança Pública e Fiscalização (OSPF): Força Nacional, , Receita Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Polícia Militar Ambiental e Polícia Civil.

Desde 2017, a operação Ágata realiza uma nova formatação de atuação. Nas edições anteriores, a operação era desencadeada a nível nacional e simultaneamente em todas as fronteiras brasileiras. Atualmente, segundo o Ministério da Defesa, elas são pontuais, sem datas previstas para ocorrer e sem prazo determinado.

 

Policias e forças armadas deflagram a 12º Operação Ágata na cidade de Corumbá
Mais notícias