PMA autua fazendeiro em R$ 46,5 mil por desmatamento em cerrado de Camapuã

O infrator também responderá por crime ambiental, pena de três a seis meses de detenção

A Polícia Militar Ambiental de São Gabriel do Oeste realizaram vistoria em uma fazenda no município de Camapuã na última sexta-feira (6), em razão de um desmatamento ilegal de 46,46 hectares de vegetação nativa do bioma cerrado, descoberto por imagem de satélite. O infrator, de 82 anos, foi autuado administrativamente por supressão vegetal e foi multado em R$ 46.460,00.

O proprietário da fazenda realizou o desmatamento em 2017 e a área já estava com plantio de pastagem e criação de gado bovino. Havia parte da madeira vinda da vegetação desmatada em leiras em meio à pastagem no local. A caracterização do uso atual e aferição da área foi realizada com uso de drone e GPS.

O infrator também responderá por crime ambiental, com pena de três a seis meses de detenção e foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

PMA autua fazendeiro em R$ 46,5 mil por desmatamento em cerrado de Camapuã
Mais notícias