Pelo 4º dia consecutivo, Campo Grande passa Dourados em número de casos de coronavírus

Dados divulgados pela SES indicam avanço da doença em Campo Grande, que vem figurando entre as piores capitais do país em isolamento social

Pelo quarto dia consecutivo, Campo Grande foi a cidade de que registrou mais casos de coronavírus em um intervalo de 24 horas. Boletim divulgado neste domingo (28), fechado às 19h do dia anterior, apontou 79 infecções na cidade.

O retorno de Campo Grande à liderança do ranking da Covid-19 em ocorre após semanas nas quais Dourados –segundo maior município do Estado– ficou em primeiro no volume de confirmação de infectados diários e de ver disparar o volume de óbitos– e com a manutenção de maus índices de isolamento social na cidade.

Desde 24 de maio, quando anunciou 25 infecções em um único dia, Dourados, vinha se apresentando como a cidade com mais casos diários de Covid-19 –em junho, nos dias 11, 20 e 22, foi ultrapassada por Campo Grande, em um movimento que acompanhava a disparada de casos na Capital, que saía de cerca de duas dezenas por dia (no máximo) para 36 (15 de junho), 64 (dia 16), 84 (dia 17), 99 (dia 19) e 70 (22 de junho, dia em que Dourados confirmou 22 infectados).

No dia 23, Dourados registrou 135 casos positivos e Campo Grande, 126. No dia seguinte, a cidade do interior havia apontado 186 positivos, contra 108 da Capital.

Dados divulgados pela SES indicam avanço da doença em Campo Grande, que vem figurando entre as piores capitais do país em isolamento social
Campo Grande (em azul) vem superando Dourados (laranja) em infecções por Covid-19. (Imagem: Reportagem)

O aumento dos casos em Campo Grande começou a ficar mais nítido na quinta-feira, dia 25, com 108 positivos ante 97 de Dourados. Sexta (26), os dados do boletim já apontavam quase o dobro de infectados em um dia na Capital na comparação: 150 ante 88 de Dourados.

A distância evoluiu ainda mais no sábado (27), quando Campo Grande registrou 192 positivos para Covid-19 de uma vez, enquanto o total em Dourados recuara para 62, três vezes menos. No boletim deste domingo, a cidade do interior apontou 57 casos, ante 79 na Capital.

A liderança remonta ao início da pandemia o Estado, quando Campo Grande apresentou o maior número de casos, mas com baixos acréscimos diários (conforme ilustrado no gráfico desta matéria).

O secretário de Estado de Saúde, , advertiu, porém, que os dados deste domingo sofrem com a falta de finalização de casos por parte das prefeituras –que não encerraram prontuários sobre pessoas testadas para Covid-19 ou mesmo não realizam testagens nos finais de semana, resultando em “apenas” 220 novos positivos, perante os 394 de sábado.

Espera-se que, nos próximos dias, dados que seriam incorporados no último boletim inflem os seguintes.

Campo Grande vem figurando entre as piores capitais brasileiras em isolamento social

Contudo, a involução de Campo Grande acompanha também as baixas taxas de isolamento social do município –que, em pelo menos três vezes na última semana, foi a terceira pior capital brasileira no ranking medido pela consultoria In Loco, a partir da movimentação dos sinais de telefones celulares.

O dado corrobora flagrantes de aglomerações e de pessoas sem máscara pela cidade em diferentes horários, principalmente à noite, e que levaram o prefeito Marquinhos Trad () a retrair o início do toque de recolher para as 23h. O isolamento social é defendido como meio mais eficaz de evitar o espalhamento do coronavírus.

Ao mesmo tempo, Dourados viveu uma explosão de casos que, agora, reverte-se em grande número de mortes: dos 73 óbitos registrados até este domingo no Estado, 22 ocorreram no município, contra 9 em Campo Grande. O último boletim da ainda apontou 7.527 casos de coronavírus no Estado, com 3.926 pacientes recuperados e 3.357 ainda ativos, sendo 174 deles internados.

Pelo 4º dia consecutivo, Campo Grande passa Dourados em número de casos de coronavírus
Mais notícias