Pastor é aplaudido em alta depois de 12 dias internado na UTI com coronavírus

Milton faz alerta: 'se cuide, ame, use máscara e, se for possível, fique em casa'

Foram 17 dias internado e 12 deles desacordado, em uma (Unidade de Terapia Intensiva), mas o pastor Milton Marques pode enfim dizer que venceu o coronavírus. Ele estava internado na , mas recebeu alta na sexta-feira (7), quando foi recebido por aplausos de profissionais da saúde e amigos que o esperavam na porta do hospital. 

O pastor, de 49 anos, conta que os dias com coronavírus não foram nada fáceis e que ainda enfrenta dificuldades para se locomover por ter passado tantos dias na . Ele conta que quando recebeu a notícia de que seria sedado, a única coisa que pensou foi em orar. 

“Quando você está lá, você é orientado pelos médicos de que vai ser sedado, colocado num respirador. Os médicos foram muito claros, mas você tem que crer que Deus está ali”, diz.

Marques ainda explica que mesmo após receber alta, a vida ainda não voltou ao normal. Ele afirma que ainda está debilitado, tem dificuldades para andar ou fazer qualquer coisa sozinho porque ficou muitos dias parado. 

“É uma doença complexa, não é apenas uma gripezinha como dizem. Eu estou aqui, não consigo fazer nada, mas sei que vou me recuperar”, diz.

O pastor realiza trabalhos sociais com dependentes químicos e é diretor da Clínica da Alma. Para quem ainda não acredita no perigo do coronavírus, ele manda um recado. “Não deixe se vencer, se cuide, ame, use máscara e, se for possível, fique em casa”, diz.

Pastor é aplaudido em alta depois de 12 dias internado na UTI com coronavírus
Mais notícias