Dois ‘grandes’ vão morrer e serão velados em caixões fechados, diz ‘Profeta de Deus’ em MS

O culto foi realizado neste domingo em frente à prefeitura de Dourados e também serviu como protesto contra a prorrogação do decreto que mantém o fechamento de igrejas e templos

Se autodenominando Profeta de Deus, o da Igreja de Deus Ministério Belém, Matias Belido afirmou durante pregação religiosa neste domingo (12) em Dourados, cidade do interior de que enfrenta surto de coronavírus, que vai acontecer um “rebuliço” na Prefeitura e que “muitos do poder vão cair  e muitos vão sair algemados”.

Na profecia feita aos fiéis em frente à sede da administração municipal, em ato de protesto contra a prorrogação do decreto que mantém o fechamento de igrejas e templos na cidade, o soltou e verbo enquanto representante divino e fez previsões contra a classe política de Dourados.

“Deus está marcando esse lugar aqui hoje. Deus está aqui no nosso meio e falou pra mim hoje: Vai lá meu filho. No domingo você vai fazer um culto lá porque muitos demônios estão escorados naquela prefeitura. Espíritos que estão ligados à maçonaria vão cair. Espíritos que tentam desestabilizar a autoridade de Deus nessa cidade vão cair”, anunciou o .

Ainda na condição de porta-voz de Deus, o conclamou os fiéis para declarar que o “governo dessa cidade vai entrar agora em transição” e que “dois grandes dessa cidade vão cair e vão morrer por esses dias e vão ser velados em caixão  fechado”, profetizou Matias Belido.

A pregação político religiosa realizada no final da tarde deste domingo (12) está disponível na página do líder religioso no e também circula em diversos grupos nas redes sociais de Dourados.

A reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com o Matias Belido para dar mais detalhes sobre o teor de suas profecias e também com a administração municipal, mas até o momento não recebeu nenhuma retorno.

 

Dois 'grandes' vão morrer e serão velados em caixões fechados, diz 'Profeta de Deus' em MS
Mais notícias