Passageiros fazem fila para aproveitar últimos momentos de passagem a R$ 3,95 antes de aumento

Para muitos, 'desconto' fará diferença no bolso no final do mês

A passagem do transporte coletivo aumentará novamente nesta terça-feira (21), após o TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado) derrubar a medida cautelar e liberar o reajuste da tarifa. Desta forma, o passe cobrado pula dos R$ 3,95 para os R$ 4,10, diferença sentida em R$ 0,15 no bolso dos campo-grandenses.

Com poucas horas restantes para a mudança, muitas pessoas decidiram agir com rapidez para garantir uma economia no final do mês e aproveitar o “descontinho” que está em vigência. A fila começava a ficar maior em um dos Peg Fácil do centro.

Amanda aproveitou para economizar antes do aumento. (Foto: Leonardo de França, Midiamax)

Amanda Pinheiro, de 24 anos está desempregada, mas decidiu comprar mais passes por que “qualquer economia ajuda bastante”. Ela realizou a compra no Peg Fácil da Afonso Pena, local de grande acessibilidade dos passageiros.

A doméstica Maria das Graças, de 60 anos faz o uso do transporte coletivo de segunda a sábado por conta do seu serviço e achou válida a intenção de ter economia, por isso decidiu comprar quatro passes extras, mas afirmou que “se tivesse mais dinheiro, aproveitaria o preço”.

Apesar da economia, Marilsa Borges, de 45 anos ficou em dúvida sobre a compra e a utilização do passe de ônibus. Por um momento, ela pensou que se comprasse o passe com o valor atual, ele aumentaria na utilização do cartão. Porém, recebendo orientação percebeu que o valor permaneceria o mesmo, já que o passe na catraca é unitário.

“No final do mês os R$ 0,15 centavos faz bastante diferença”, destacou a cuidadora de idosos. A economia também foi aproveitada por Sirlene Pereira, que acompanhada do filho pequeno – crianças de até 5 anos não pagam a tarifa –, decidiu adquirir uma quantidade a mais de passes com o valor mais barato.

Filas já começaram a se formar para aproveitar economia. (Foto: Leonardo de França, Midiamax)
Mais notícias