Para evitar lotação máxima, Prefeitura vai implantar mais 25 leitos  

Nesta sexta-feira (10), Campo Grande possui apenas 25% de leitos de UTI disponíveis

Com apenas 25% dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) disponíveis, Campo Grande se aproxima da lotação máxima. Com isso, a Prefeitura Municipal adquiriu deve implantar mais 25 leitos em dois hospitais da Capital.

Em transmissão ao vivo nas redes sociais, nesta sexta-feira (10), o prefeito Marquinhos Trad () afirmou que a Prefeitura possui mais 40 . Assim, com os novos equipamentos, ele garantiu que mais 25 leitos devem ser implantados na capital, para o enfrentamento ao coronavírus.

“Hoje conseguimos mais 40 para implantarmos mais 10 leitos no HU (Hospital Universitário) e mais 15 no (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul)”. O prefeito lembrou que “ontem conseguimos mais 18 novos leitos de UTI para nossa cidade”.

Porém, mesmo com os novos leitos, é preciso que outras medidas de enfrentamento sejam cumpridas por todos os moradores da cidade. A principal é o isolamento social, recomendado pela (Organização Mundial da Saúde). Campo Grande se mantém entre as piores capitais do país, com menores índices de isolamento.

De acordo com Marquinhos, na última quinta-feira (09), apenas 37% das pessoas respeitaram a quarentena e se mantiveram em casa. Por fim, o prefeito ressaltou que além de novos leitos, “é preciso que o cidadão e a cidadã faça também a sua parte”.

Para evitar lotação máxima, Prefeitura vai implantar mais 25 leitos  
Mais notícias