Cotidiano

Para ajudar famílias carentes, instituições realizam campanha do agasalho em Campo Grande

Há pouco menos de 2 meses para a chega do inverno, instituições sociais, igrejas, projetos e grupos de amigos já se mobilizam para arrecadar agasalhos e cobertores que serão entregues às pessoas em situação de extrema vulnerabilidade social. A estação tem início no dia 20 de junho de 2020, que é quando encerra outono que […]

Ana Paula Chuva Publicado em 28/04/2020, às 10h06

Leonardo de França | Jornal Midiamax
Leonardo de França | Jornal Midiamax - Leonardo de França | Jornal Midiamax

Há pouco menos de 2 meses para a chega do inverno, instituições sociais, igrejas, projetos e grupos de amigos já se mobilizam para arrecadar agasalhos e cobertores que serão entregues às pessoas em situação de extrema vulnerabilidade social.

A estação tem início no dia 20 de junho de 2020, que é quando encerra outono que já tem deixado as temperaturas mais amenas em Campo Grande, a exemplo dos primeiros dias de abril que os termômetros chegaram a marcar 10°C na Capital.

Nesse período de abril quem vive nas favelas já sentiu o castigo do frio e da falta de ter o mínimo de estrutura para enfrentar as quedas bruscas de temperaturas. Além disso, este ano de 2020 o inverno, que também é um período de tempo seco em Mato Grosso do Sul, traz a preocupação com a disseminação de doenças respiratórias, incluindo o coronavírus (covid-19).

Pensando em minimizar essas situações, campanhas do agasalho já podem ser vistas circulando pelas redes sociais e grupos em aplicativos de conversas. O TJMS deu início ao cadastro de instituições que desejem participar da campanha do Pacijus, as inscrições podem ser feitas até dia 4 de maio e quem quiser doar pode ajudar até dia 30 de junho.

Além disso, grupos como a AANPEE (Associação Atlética Acadêmica de Nutrição Pedro Escudeiro) da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), o Cedesa (Centro de Desenvolvimento Social Ágape), o projeto Todos por Todos e os Causadores de Alegria estão arrecadando itens para ajudar quem precisa se proteger do frio.

Onde e como doar?

Para ajudar famílias carentes, instituições realizam campanha do agasalho em Campo Grande
 Em abril queda de temperaturas castigou famílias de Campo Grande (Leonardo de França | Jornal Midiamax)

Na AANPEE as doações serão recebidas até dia 2 de maio, além de cobertores e agasalhos são aceitos também roupas em geral. “Estamos vivenciando momentos difíceis durante a pandemias, mas a mobilização social permite ajudar diversa famílias com a questão alimentar. O inverno é outro problema para essas pessoas, por isso iniciamos a campanha”.

Para colaborar com a campanha da AANPEE, os telefones de contato são (67) 99290-9556 – Deilan, 99603-3363 Ema e 99157-8085 Rai.

O projeto Todos por Todos MS além de arrecadar alimentos e kits de higiene, está aceitando doações de toucas, sapatos, roupas intimas, cobertos e agasalhos para ajudar as pessoas em situação de extrema vulnerabilidade.

‘Se você não pôde estar conosco em outros momentos, esse é a oportunidade de se unir a nós, sem se juntar, e aquecer quem precisa. O que vier será bem-vindo’, diz uma publicação na página do grupo.

Para ajudar os contatos são (67) 99102-0519 Niky, 98427-8788 Henrique, 98175-2100 Renan e 99147-2637 Elen.

Atendendo orfanatos, asilos, creches, asilos, pessoas em situação de rua e comunidades carentes, o projeto social Causadores da Alegria também está mobilizado na arrecadação de agasalhos e cobertores. O grupo também arrecada alimentos e as quem quiser ajudar pode entrar em conato pelo (67) 99252-5318.

Por fim a campanha do Cedesa conta com seis pontos de coleta distribuídos em bairros de Campo Grande. A ONG (Organização Não Governamental) está arrecadando também agasalhos, cobertores, roupas, sapatos, meias e outros itens que estiverem em bom estado para entregar às famílias em situação vulnerável.

Para informações sobre o que e como doar basta entrar em contato pelo (67) 99961-9337.

Jornal Midiamax