Pandemia: Universidades públicas e particulares adotam ensino à distância em MS

Universidades utilizam ferramentas de ensino EaD para não atrasar calendário

As aulas presenciais foram suspensas em todas as universidades públicas e nas principais particulares de Mato Grosso do Sul. As instituições adotam a estratégia de aulas à distância para que o calendário acadêmico não seja prejudicado.

A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) suspendeu as aulas por um mês e os acadêmicos e pós-graduandos farão estudos dirigidos à distância. A universidade prepara tutoriais e cursos para auxiliar os professores na condução das disciplinas.

Na UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), as aulas estão suspensas até o dia 15 de abril. A medida entrou em vigor nesta terça-feira (17) e abrange as aulas e outras atividades curriculares presenciais dos cursos de graduação, pós-graduação, especialização e aperfeiçoamento.

A UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) também suspendeu as atividades presenciais por 30 dias. Os alunos deverão substituir as aulas por atividades remotas, com uso de ferramentas tecnológicas a distância.

O IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) também suspendeu aulas e atividades administrativas presenciais nos 10 campi no estado. A medida vale por 15 dias e o instituto discute formas de preservar o calendário letivo.

Na Uniderp e na Anhanguera, as aulas presenciais estão suspensas até o dia 23 de março e durante esse período, os conteúdos serão disponibilizados normalmente na plataforma virtual.

A UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) decidiu suspender as atividades até o dia 31 de março. As aulas devem acontecer no ambiente virtual, para que o calendário acadêmico seja cumprido. Atendimentos nas Clínicas-Escola e no Hospital Veterinário devem continuar.

A Unigran anunciou a suspensão de aulas presenciais em Campo Grande e Dourados a partir desta terça-feira (16). As aulas serão ministradas à distância, pelo Google Classroom. Os alunos de todos os cursos da Unigran devem acompanhar as aulas diariamente e realizar as atividades na plataforma.

Pandemia: Universidades públicas e particulares adotam ensino à distância em MS
Mais notícias