Obras que não seguirem regras poderão ser interditadas e multadas em até R$ 15 mil

Vigilância sanitária recebe de 300 a 400 denúncias por dia

Equipes da Vigilância Sanitária estão percorrendo obras, bares, lanchonetes em Campo Grande para a verificação se todos estão cumprindo com as regras. São no total 25 equipes, sendo que uma delas estava na manhã desta quarta-feira (1º) vistoriando uma obra, no bairro Rita Vieira de Andrade, em Campo Grande.

A auditora da vigilância sanitária, Vivian Rosa de 36 anos, disse ao Jornal Midiamax que para voltarem a funcionar as obras precisam respeitar as normas do decreto imposto no combate ao coronavírus (Covid-19), sendo necessário no canteiro ter sabão líquido, papel toalha e local para a lavagem das mãos.

Além de todos os aparatos de higiene é necessário se manter distância de 1 metro e meio entre os trabalhadores na prevenção ao vírus evitando as aglomerações. Segundo a auditora, caso a obra venha a ser notificada e depois seja reincidente poderá ser interditada e multada em valores que vão de R$ 100 a R$ 15 mil. Por dia são recebidas de 300 a 400 denúncias, no telefone 3314-9955.

Por enquanto, as equipes estão passando orientações, mas em caso de reincidência tanto as obras como o comércio poderá ser multado.

Obras que não seguirem regras poderão ser interditadas e multadas em até R$ 15 mil
Mais notícias