Óbitos por Covid-19 em julho já superam 3 vezes o registrado no mês passado

Aumento foi de 308%, considerando os dados parciais

As 286 mortes decorrentes de registradas no mês de julho até o momento já são mais de 4 vezes os 70 óbitos registrados no mês anterior, conforme o boletim epidemiológico da (Secretaria de Estado de ) desta sexta-feira (31).

O relatório final com os números de julho consolidados, porém, deve ser apresentado apenas nos próximos dias – o próximo boletim ainda considerará óbitos registrados das 19h01 da quinta-feira (30) até às 19h de hoje e, além disso, há possibilidade de óbitos suspeitos, que ainda não integram a estatística, receberem a confirmação de .

Com base nos números parciais, no entanto, o salto de junho para julho é de 308% em número de óbitos. Neste mês, com registros diários de mortes em , a introduziu mais um indicador, que é a média móvel de mortes. Ele calcula a média dos últimos sete dias e apresenta um valor mais estável, que é comparado aos indicadores de 15 dias atrás. É a partir dele que se observa melhora ou piora.

Óbitos por Covid-19 em julho já superam 3 vezes o registrado no mês passado
Foto: | Reprodução

Neste mês, a também viu o a taxa de letalidade da subir meio porcento, resultando em 1,5%: até 30 de junho, este indicador era de apenas 1%. Campo Grande é a cidade que, até o momento, tem o maior número de registros de óbitos, em 129 vítimas, e taxa de letalidade em 1,3%. Dourados vem na sequência, com 55 mortes e taxa de letalidade 1,3%. Corumbá tem 36 mortes (2,9%) e Três Lagoas, 14 (2,4%). As maiores taxas de letalidade estão em Alcinópolis (40%), Angélica (8,1%), Rio Negro (6,3), Corguinho (5,6%), Cassilândia (5,2%), Anastácio (4,7%) e Miranda (4,5%).

Clique AQUI para conferir a lista completa de óbitos por município, no boletim epidemiológico desta sexta-feira (31).

Óbitos por Covid-19 em julho já superam 3 vezes o registrado no mês passado
Mais notícias