No Dia do Repórter Fotográfico, profissionais do Midiamax contam histórias por trás das lentes

O que, além da imagem, conta cada registro da câmera?

A credibilidade de uma notícia narrada por um jornalista está na qualidade dos argumentos usados para reportar o receptor até o local do fato. Durante os primeiros séculos da imprensa, os acontecimentos eram narrados apenas com as palavras do repórter que investigou o assunto. Mas em 1880, o jornal Daily Herald, de Nova Iorque, inovou colocando a primeira imagem a circular em um jornal. Desde então, muito mais do que simplesmente comprovar o fato, os veículos de imprensa usam as imagens para também chamar a atenção do leitor para os fatos sociais.

A partir daí, a fotografia adquiriu uma grande importância nas matérias jornalísticas, tanto para complementar a ideia do texto, quanto para comprovar a veracidade dos fatos. Nasce uma profissão: Repórter Fotográfico, que tem o seu dia comemorado em 02 de setembro.

E decidimos nesta data em um ano que os clicks e pautas basicamente vem se resumindo a pandemia, recordar e viver, momentos importantes para o Fotojornalismo do Jornal Midiamax reunindo as melhores fotos feitas nessa jornada. As imagens são o foco, mas não só: também saiba os relatos e as histórias por trás de cada cliques.

Marcos Ermínio

terminal

Mulheres, maioria de trabalhadoras diaristas e domésticas, fecharam uma das vias de acesso ao Terminal Morenão em protesto por atrasos no transporte coletivo. (Foto Marcos Ermínio/Midiamax)
terminal
Mulheres, maioria de trabalhadoras diaristas e domésticas, fecharam uma das vias de acesso ao Terminal Morenão em protesto por atrasos no transporte coletivo. (Foto Marcos Ermínio/Midiamax)

Era inicio de um plantão de feriado da república, acabávamos de sair da ronda policial feita nas delegacias da capital, quando surgiu da redação a informação que mulheres, maioria de trabalhadoras diaristas e domésticas, fecharam uma das vias de acesso ao em protesto por atrasos das linhas 070 e 072. A primeira equipe de reportagem a chegar no local acabamos sendo surpreendido junto com as mulheres que ali protestavam pela Guarda Municipal, que lançou spray para acabar com a manifestação e apontavam armas de grosso calibre para as mulheres. No entanto, o protesto era para reclamar da falta de compromisso da concessão pública com as trabalhadoras, o que marcou muito nos registros foi pela desproporcionalidade da ação realizada pela Guarda Municipal.

chuva
Resgate de uma mulher e seu filho de cinco anos por policiais durante enchente. (Foto Marcos Ermínio/Midiamax)

Em fevereiro de 2019, uma mulher e uma criança chegaram a ficar ilhados em um Hyundai HB20 no cruzamento entre a  e a Euler de Azevedo nesta terça-feira (26) por conta das chuvas, o risco de algum acidente grave era real. Ao chegar no local para registrar a situação deparamos com policiais militares solicitando uma corda a uma loja de material de construção que ficava próximo. E flagramos quando os PM’s usaram a corda para retirar as vítimas do carro em meio à enxurrada e leva-los para uma área seca, um ato que sem os registros fotográficos dificilmente conseguiria ser relatado com tamanha riqueza de detalhes como foi a ocorrência.

pandemia
Igrejas substitui água benta por álcool em gel. (Foto Marcos Ermínio/Midiamax)
pandemia
Falta de álcool em gel no inicio do isolamento social. (Foto Marcos Ermínio/Midiamax)

Desde que os primeiros casos de coronavírus foram confirmados no Brasil, a procura por álcool gel e álcool líquido, ambos 70%, aumentou, já que são os mais indicados para a limpeza e evitar o contágio. A corrida desenfreada acarretou em uma falta dos produtos no mercado e ainda sem uma previsão para voltar a circular. Foi quando no inicio da quaresma um período importante para os católicos, a redação precisava de uma imagem para ilustrar e ao chegar no Santuário Estadual Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em vez de água benta, havia álcool em gel, nesse momento começava a cair a ficha da gravidade do vírus que tinha chego ao Brasil.

agressão
Velório de Gabrielly Ximenes, de 10 anos, morta após sofrer complicações que teriam decorrido de agressões que sofreu de três colegas na saída da escola. (Foto Marcos Ermínio/Midiamax)
agressão
Velório de Gabrielly Ximenes, de 10 anos, morta após sofrer complicações que teriam decorrido de agressões que sofreu de três colegas na saída da escola. (Foto Marcos Ermínio/Midiamax)

Um momento marcante da rotina como repórter fotográfico foi no velório de Gabrielly Ximenes, de 10 anos, morta após sofrer complicações que teriam decorrido de agressões que sofreu de três colegas na saída da escola. Ainda é muito presente quando junto coma repórter Mariana Rodrigues chegamos ao local, e encontramos os familiares e amigos perto do pequeno caixão da estudante. Diferente de boa parte das coberturas em casos como esse, o Tio da menina, conseguiu forças para conversar com a equipe, e com a voz embargada comentou que uma das últimas vezes que encontrou a menina pelo bairro foi tentando comprar um presente para a professora, uma triste situação que tivemos que controlar a emoção com o profissional.

greve
A greve dos caminhoneiros no Brasil em 2018, também chamada de Crise do Diesel. (Foto Marcos Ermínio/Midiamax)
greve
A greve dos caminhoneiros no Brasil em 2018, também chamada de Crise do Diesel. (Foto Marcos Ermínio/Midiamax)

A greve de caminhoneiros em protesto a alta do  afetou o abastecimento dos postos de combustíveis em Mato Grosso do Sul, sobretudo nas cidades de interior, me recordo que saímos de Campo Grande nos primeiros dias da greve para a cobertura do Festival América do Sul, onde ficaríamos em Corumbá por dois dias. A aflição de não conseguir retornar era real, e quando começou a surgir relatos que faltava combustíveis nos postos e os ônibus e vans estavam também ficando retidos nas estradas. O protesto persistiu durante alguns dias, e mais uma vez o fotojornalismo proporcionou acompanhar de perto a rotina de uma profissão importante para a economia do país, e que também conseguiu mobilizar e ter boa parte do apoio da população.

túnel
Túnel escavado pela quadrilha que tinha a intenção de roubar uma agência do Banco do Brasil no Bairro Monte Castelo, em Campo Grande. (Foto Marcos Ermínio/Midiamax)
túnel
Túnel escavado pela quadrilha que tinha a intenção de roubar uma agência do Banco do Brasil no Bairro Monte Castelo, em Campo Grande. (Foto Marcos Ermínio/Midiamax)

Era inicio de um plantão de Natal, quando o  (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, s e Sequestros) prendeu uma quadrilha que tentava roubar o cofre de um banco através de um túnel. Diferente de qualquer outra situação em pautas que envolve a editoria de polícia, o Jornal Midiamax teve acesso ao túnel escavado pela quadrilha, foram 60 metros percorridos em ambiente quente e escuro. A profissão de repórter fotográfico exige quebramos os nossos desafios e sair da zona de conforto, quando diante da oportunidade, entramos pelo túnel e com o ambiente hostil registramos para que os leitores tivessem acesso com a riqueza de detalhes o ponto principal da notícia que tínhamos como missão reportar.

Leonardo de França

No Dia do Repórter Fotográfico, profissionais do Midiamax contam histórias por trás das lentes
Alcides Bernal chega a Câmara Municipal (Foto Leonardo de França)

Era pouco mais de meio-dia e eu estava em frente à Câmara Municipal pensando o que seria daquele dia. De repente, um carro estaciona na frente, um pálio branco. Cheguei a pensar “só falta ser o Bernal”. E era. Único fotógrafo ali naquele momento, fiz as primeiras imagens dele e em poucos segundos ele estava rodeado por uma multidão. Foi difícil a caminhada até o púlpito da Câmara. Aquele dia seria longo… eu só sairia de lá depois da meia-noite. Cassado, Bernal ainda acena para os presentes na Câmara, antes de ir embora.
No Dia do Repórter Fotográfico, profissionais do Midiamax contam histórias por trás das lentesDurante os protestos de 2013, estava no turno da noite e fui às ruas durante os protestos. Por todo o país multidões gritavam pedindo contra a corrupção. Muitas vezes os protestos tomavam um viés violento e não foi diferente aqui na capital. Após grande confusão na frente da Câmara Municipal, o batalhão de choque foi chamado para intervir. O comandante da operação dispersou todos os jornalistas mas eu fiquei escondido atrás de um muro. Quando os policiais chegaram lançando bombas de efeito moral e lacrimogêneo, consegui me aproximar o suficiente pra fazer essa foto.

No Dia do Repórter Fotográfico, profissionais do Midiamax contam histórias por trás das lentes
André Puccinelli no Aquário (Foto Leonardo de França)

Em seu segundo e último mandato, o ex-governador André Puccinelli constrói o que ele dizia ser seu legado: o Aquário do Pantanal. Impressionado com a instalação da estrutura do aquário, o então governador abre os braços orgulhoso de sua obra. Após seis anos e muitos milhões, o aquário segue sem previsão de finalização.

incêndio
Incêndio UTR (Foto Leonardo de França)

Eu estava presente durante o incêndio, em 2015, da Usina de Triagem de Resíduos (UTR) onde pessoas corriam para dentro do fogo afim de salvar o que era seu ganha-pão: material reciclado. No lugar, muita fumaça, fogo por todos os lados, correria, pessoas chorando e bombeiros tentando incansavelmente apagar bolas de fogo, vi este homem, muito cansado. Ele simplesmente se abaixou e observou enquanto as chamas consumiam tudo, já sem nenhuma esperança de resgatar o esforço de seu duro trabalho.

Henrique Arakaki

No Dia do Repórter Fotográfico, profissionais do Midiamax contam histórias por trás das lentes
Desocupação da Cidade de Deus (Foto Henrique Arakaki/Midiamax)

Desocupação da cidade de deus, foram desmontado dezenas de barracos pela guarda municipal com ajuda de tratores.

No Dia do Repórter Fotográfico, profissionais do Midiamax contam histórias por trás das lentes
Estudante tocando no pontilhão (Foto Henrique Arakaki/Midiamax)

Raphael, estudando de música em seus intervalos do trabalho pratica seu trombone de baixo de viaduto.

No Dia do Repórter Fotográfico, profissionais do Midiamax contam histórias por trás das lentes
Pauta comum em tempos onde o clima fica seco (Foto Henrique Arakaki/Midiamax)

Incêndio perto do parque do Sóter, os ventos e o tempo seco dificultaram o trabalho dos bombeiros e as chamas estavam a caminho de duas casas.

No Dia do Repórter Fotográfico, profissionais do Midiamax contam histórias por trás das lentes
Perigo, mãe com seus filhos em rede eletrica com risco de choque. (Foto Henrique Arakaki/Midiamax)

Famílias no Los Angeles, vivem com o perigo e nenhuma segurança tanto para adultos como as crianças que brincam perto de gatos na energia.

No Dia do Repórter Fotográfico, profissionais do Midiamax contam histórias por trás das lentes
Mais notícias