MS soma mais 73 casos de coronavírus, chega a 1.489 infectados e aguarda confirmação de nova morte

Estado confirmou óbito no HR na tarde de sábado, mas espera dados sobre indígena em Dourados; quase mil exaes aguardam encerramento

chegou a este domingo (31) com a confirmação da 20ª morte por (Covid-19), além do acréscimo de 73 novos casos da doença e a retirada de 2 pacientes após revisão de dados. Com isso, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) totalizou 1.489 pacientes confirmados, um acréscimo de 5% em relação aos números de sábado (30). Contudo, a pasta ainda aguarda o encerramento de quase mil casos, podendo aumentar consideravelmente o número de infectados e acrescentando, ao menos, uma morte.

A última morte computada ocorreu em Campo Grande: um caminhoneiro de 61 anos que havia sido internado em 26 de maio no Hospital Regional e, como salientou a secretária-adjunta de Saúde, Christinne Maymone, teve evolução rápida. Com hipertensão e diabetes mellitus como comorbidades, ele faleceu na tarde de sábado.

A SES também espera dados de Dourados para confirmar a morte de uma indígena pela doença. “Estamos acelerando o exame, que não tinha sido feito até o início a live, e esperamos que, no boletim de amanhã [segunda-feira, 1º] possamos ter resultado final”, afirmou o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, na manhã e domingo, em transmissão pelas redes sociasi. Ele também comentou que a morte de um boliviano em Corumbá será computada no país vizinho, haja vista que, embora ele tenha procurado atendimento na Santa Casa do município, entrou ilegalmente no Brasil.

Geraldo e Christinne alertaram, porém, que o volume de infectados pode ser maior, diante do total de casos que ainda aguardam finalização das autoridades de Saúde municipais. Só em Dourados há 517 casos a serem encerrados, com outros 264 em Campo Grande, 97 em Fátima do Sul e 36 em Jardim –ao todo, esperam-se informações sobre 984 casos no Estado. Além disso, o Lacen (Laboratório Central), na Capital, tem 528 amostras ainda em análise.

Dados consolidados

O boletim divulgado neste domingo teve o encerramento de dados realizado às 19h de sábado. Por ele, foram totalizadas 11.732 notificações, com 8.731 casos descartados após testagem. São 1.489 casos confirmados, com 20 mortes.

Atualmente há 887 pacientes em isolamento e 522 recuperados. A SES contabiliza 61 pacientes internados, sendo 60 de e um que está no Estado, mas pertence a estatísticas de outras regiões. es, 48 estão em leitos clínicos –12 deles públicos dentro de 1.054 disponíveis, perfazendo uma taxa de ocupação de 1,3%, e 33 em leitos privados, além de dois internados em São Paulo e 1 em Alagoas.

Há, ainda, 13 pacientes internados em UTIs, 7 em vagas públicas (das 289 disponíveis, representando uma taxa de ocupação de 2,4%)

Dos 73 novos casos, 20 vieram de Rio Brilhante, 19 de Dourados, 10 de Campo Grande, 8 de Douradina, 5 de Vicentina, 4 de Três Lagoas e 2 de Naviraí. Naviraí, Mundo Novo, Bonito, Costa Rica e Aquidauana tiveram um caso cada –as duas últimas “estrearam” neste domingo nas estatísticas de .

Com a revisão de casos, São Gabriel do Oeste e Fátima do Sul tiveram menos um caso cada em relação ao anunciado até este último boletim.

Apesar desses números, Christinne Maymone reiterou que muitas cidades não finalizaram suas análises até o fechamento do boletim. O alerta foi feito, especialmente, para a região de Guia Lopes da Laguna –que tem uma das maiores incidências de do Brasil.

“A população deve ficar em casa. A cidade tem baixo isolamento e hoje não figura na lista, mas ontem fez testes, que foram digitados depois das 19h [data de fechamento do boletim] e continuarão a ser processados hoje”, afirmou. Ela ainda acou eu o Lacen encerrou 4 exames na noite de sábado e tem outros 41 a serem encerrados.

MS soma mais 73 casos de coronavírus, chega a 1.489 infectados e aguarda confirmação de nova morte
Mais notícias