Moradores notam sumiço de ônibus em linha e cobram Consórcio: ‘Um descaso’

Os ônibus que rodam na linha 318 teriam sido supostamente retirados nos finais de semana

Os moradores do Jardim Pênfigo de Campo Grande teriam notado que os ônibus da linha que trafega pelo bairro foram retirados de circulação nos finais de semana. A suposta medida estaria prejudicando os trabalhadores.

Conforme uma moradora, os veículos estariam rodando apenas durante a manhã aos sábados e domingos e, durante a tarde e noite, não são mais vistos nas ruas e cobra explicações do Consórcio Guaicurus. “O pior disso tudo é fazer isso sem nem avisar a população, sem aviso prévio. Cadê o direito de ir e vir da população?”, comenta.

Na região passa outra linha, a 063, que faz trajeto Terminal Aero Rancho-Moreninhas, mas que o tempo de espera varia até uma hora. “Essa linha passa de uma em uma hora e é superlotada. Muitas vezes não conseguimos entrar. É injustificável [retirar o ônibus da linha]”, afirma.

Outra questão levantada pela moradora é que a empresa estaria implantando micro-ônibus na linha em pleno horário de pico. “A população está indignada com esse descaso. Retornem o Pênfigo [linha 318] aos horários normais”, pede.

A reportagem encontrou em contato com o Consórcio Guaicurus para verificar se a linha sofreu, de fato, alguma alteração, mas até o fechamento desta matéria, não havia se posicionado.

Sumiço de ônibus com ar condicionado

Não só os ônibus convencionais estariam desaparecendo. Os equipados com ar condicionado e os ‘fresquinhos’ executivos, também. Quem precisa se locomover todos os dias com o transporte público sabe o quanto é sofrido encarar lotação nos ônibus de Campo Grande, ainda mais nos dias de intenso calor.

Assim, os passageiros chegam até a comemorar quando um dos 14 veículos convencionais com ar condicionado – de uma frota 558 – passa no ponto. O problema é que, basicamente, a frequência desses veículos nos trajetos diários está cada vez mais rara. Ônibus convencional com ar condicionado? Ninguém sabe, ninguém viu.

Relatos obtidos pela reportagem indicam que há pelo menos três semanas a frequência dos convencionais climatizados diminuiu drasticamente. Dentro dos ônibus durante o trajeto, é comum ouvir usuários reclamando do ‘sumiço’ dos veículos.

“Nunca mais vi na linha, eles [Consórcio] tiraram tudo. Devem estar encostados na garagem enquanto a gente paga R$ 4,10 de passagem”, comenta uma passageira. A linha em questão, 051, que faz trajeto Terminal Bandeirantes-Shopping, atualmente roda com quatro ônibus, todos sem o equipamento.

Mais notícias