Mesmo com ‘incidente’ de boliviana infectada, entrada de ônibus em MS não está restrita

Todos os passageiros foram orientados a ficar em quarentena em casa

Mesmo com o ‘incidente’, na noite desta quinta-feira (19), em Corumbá a 444 quilômetros de Campo Grande, quando uma boliviana foi retirada de dentro do ônibus interestadual por apresentar sintomas de coronavírus, ainda não há restrições para a entrada de ônibus vindo de outros estados como também a circulação dentro de Mato Grosso do Sul.

Ayrton Rodrigues, Diretor de Regulação e Fiscalização da Agepan (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul) disse ao Jornal Midiamax, que não há restrições de entrada de ônibus vindos de outros estados e nem mesmo a restrição de ônibus de um município para o outro, “Precisamos de um decreto do Governo, como aconteceu em outros estados brasileiros, então, por enquanto tudo está normal”.

Em relação ao incidente com a boliviana, Ayrton disse que todos os motoristas de transporte interestadual estão sendo orientados a verificarem se nas plataformas de embarques existem passageiros com sintomas de doença, e nesse caso, agentes são chamados e está pessoa proibida de embarcar e seguir viagem.

Ainda segundo Ayrton uma orientação está sendo feita em relação aos idosos que insistem em viajar, explicando que como fazem parte do grupo de risco o melhor seria ficar em casa, mas como não podem barrar a viagem, eles acabam deixando embarcar.

O incidente aconteceu na noite desta quinta (19), quando o ônibus saiu de Campo Grande e foi abordado por funcionários da secretaria de saúde e PRF (Polícia Rodoviária Federal) na BR-262 já em Corumbá, antes do desembarque na rodoviária da cidade. No ônibus de itinerário Campo Grande – Corumbá estavam cerca de 22 passageiros que ficarão em isolamento em casa, até sair o resultado dos exames.

Em nota, a prefeitura da cidade informou que a secretaria de saúde recebeu uma ligação da Vigilância Sanitária da Bolívia, informando que uma jovem boliviana estava em um ônibus a caminho de Corumbá, e apresentava febre e tosse, sendo uma possível suspeita de estar infectada com o coronavírus, pois estava vindo de São Paulo.

Foi prestado esclarecimentos para os demais viajantes que devem ficar em isolamento domiciliar por sete dias, e evitar contato com familiares residentes na mesma casa.

Uma ambulância sanitária encaminhou a jovem para a Bolívia. Todos que estavam no ônibus, fizeram mudança no local para outro ônibus da empresa, para se deslocarem até a rodoviária e serão monitorados pela Vigilância.

Mais notícias