Menina de 4 anos é transportada as pressas para exame renal em São Paulo

A criança foi levada por uma equipe da Casa Militar

Moradora da cidade de Coxim e candidata a um transplante renal com apenas quatro anos de idade, a pequena Alice estava em Campo Grande (MS), na última sexta-feira(21), quando recebeu um chamado urgente para realização de exames no Hospital Samaritano, no estado de São Paulo (SP). A menina foi chamada por ter um organismo compatível com o órgão disponível na capital paulista. Uma equipe da Casa Militar do realizou o transporte  até o local do exame.

Acompanhada da família, a criança fazia tratamento no da quando a Central Estadual de Transplantes organizou a viagem com o Grupamento Aéreo da Casa Militar. Tudo aconteceu muito rápido e em poucas horas os voos de ida e volta em aeronave do Estado estavam garantidos, sem custo algum para os passageiros.

Já na capital paulista, Alice passou por exames.  Os resultados não foram positivos, impossibilitando a cirurgia. “Infelizmente existem vários fatores para um transplante dar certo. Dessa vez não foi possível”, explicou a coordenadora da Central Estadual de Transplantes de Mato Grosso do Sul, Claire Miozzo.

Alice segue na fila nacional de espera por um transplante de rim. Ela já nasceu com problema renal e faz tratamento há muito tempo. Neste ano, a criança perdeu função renal e passou a fazer hemodiálise, (técnica médica que substitui a função do rim na filtragem do sangue).

Mesmo sem sucesso no transplante, a equipe que organizou o transporte aéreo da paciente tem esperança de uma nova chance de cirurgia. Para eles, a certeza que fica em situações como essa é a de que o Estado está preparado para atender chamados urgentes em todos os cantos do Brasil, seja para transporte de passageiros ou de órgãos.

Menina de 4 anos é transportada as pressas para exame renal em São Paulo
Mais notícias