Isolamento social continua em baixa e Campo Grande tem a 3ª pior marca entre as capitais

In Loco pôs Mato Grosso do Sul com o 7º pior desempenho dos Estados; nenhuma cidade de MS chegou a 60% de isolamento social

Campo Grande segue entre as capitais brasileiras com o pior isolamento social do Brasil. Na terça-feira (23), a cidade teve a terceira pior marca entre as 27 cidades do comparativo, com taxa de 36,12%.

, que também vinha figurando entre os três piores do país nas últimas semanas (o que gerou reações nas autoridades de Saúde locais), marcou um percentual semelhante (36,65%), porém, aparece em sétimo no país graças à piora de outros Estados, onde a tática de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19) teve resultado ainda pior.

O isolamento social segue defendido pelas autoridades de saúde como meio mais eficiente de se conter o coronavírus –contra o qual não há uma vacina ou mesmo medicamento comprovado para o tratamento. Contudo, para ser eficaz, defende-se que seja mantido em percentuais superiores a 60%, isto é, 6 em cada 10 pessoas devem ficar em casa, reduzindo o potencial de circulação e contágio do vírus.

Nenhuma das capitais atingiu esse percentual. A melhor foi Rio Branco (AC), com 42,95% de isolamento social; seguida de Teresina (PI, 42,44%) e Macapá (AP, 42,1%).

Campo Grande foi a 25ª pior entre as capitais, com isolamento de 36,12%, maior apenas que os índices de Palmas (TO, 33,38%) e Goiânia (GO, 35,66%).

Já entre os Estados, os números de ficaram à frente de Tocantins (33,61%), Goiás (35,35%), Paraíba (35,67%), Pernambuco (36,09%), Santa Catarina (36,15%), Minas Gerais e Sergipe (ambos com 36,59%); sendo semelhante aos do Paraná (36,72%).

Acre (42,69%), Amapá (42,13%) e Rondônia (41,06%) foram os melhores Estados no ranking da consultoria In Loco, elaborado a partir da movimentação de telefones celulares. A média nacional foi de 37,8%.

Isolamento social nos municípios de MS fica entre 52% e 26,1%

entre os municípios sul-mato-grossenses, o isolamento social também ficou bem abaixo dos 60% recomendados.

Figueirão, que até agora não registrou nenhum caso de Covid-19, fechou a terça-feira com taxa de isolamento de 52,3%, um pouco acima de Coronel Sapucaia, outra cidade sem pacientes de coronavírus e que cravou exatos 50%.

Já os piores números vieram de Sete Quedas (que também não registrou infectados pela Covid-19), com 26,1%, sendo a única cidade a ficar abaixo de 30% –percentual anotado por Bandeirantes. Entre as cidades do Estado, Campo Grande teve o 29º pior resultado. Já Dourados, recordista em casos, teve taxa de isolamento de 39,3% (a 25ª melhor).

Isolamento social continua em baixa e Campo Grande tem a 3ª pior marca entre as capitais
Mais notícias