Inep avalia adiar o Enem devido à suspensão das aulas pelo coronavírus

Proposta inicial seria de acréscimo de 15 dias ao prazo de aplicação das provas, mas não é descartado adiamento para 2021

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) avalia adiar o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em decorrência da suspensão as aulas devido à pandemia do novo coronavírus COVID-19. Segundo reportagem do Jornal O Globo, a previsão inicial é de alteração de 15 dias na data das provas, período que poderá se estender caso seja mantido o isolamento no País.

Defensores do adiamento explicam que não faz sentido aplicar o exame na data prevista – digitalmente em 11 e 18 e outubro e presencial nos dias 1º e 8 de novembro – sem que os alunos tenham tido acesso a todo o conteúdo programático. Com o edital sendo finalizado até o final do mês, é avaliada inclusive a prorrogação do período de inscrições e solicitação de isenção.

Conforme O Globo, também não é descartada a hipótese de que o exame seja aplicado apenas em 2021. A decisão deverá impactar também nos prazos do Sisu (Sistema de Seleção Unificada). Oficialmente, o MEC ainda não se manifestou sobre o assunto. A decisão final sobre o assunto ficará com o ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Mais notícias