Indígenas de 84 e 44 anos são novas vítimas de coronavírus em Aquidauana

As aldeias somam 154 infectados pela Covid-19 e 10 seguem internados em UTI

Foi confirmada a morte de mais dois indígenas em decorrência do coronavírus nesta quinta-feira (30) em Aquidauana, a 143 km de Campo Grande. A informação foi divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde e agora o município tem 12 mortes causadas pela doença.

Foram registrados 50 casos positivos de coronavírus, sendo 48 pacientes e 2 óbitos. Os 48 casos ativos estão divididos em: 23 pessoas na zona urbana e 25 indígenas nas aldeias. Desta forma, as aldeias somam 154 infectados pela doença.

Uma das vítimas é um indígena de 44 anos que morreu na manhã nesta manhã. O paciente era diabético e morava na Aldeia Imbirussu. O indígena estava internado na (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Regional de Aquidauana e não resistiu.

A outra morte registrada é de um indígena de 84 anos, que também era diabético e dependia de insulina. Ele morava na Aldeia Ipegue e faleceu também nesta manhã. O morador chegou no Pronto Socorro do Hospital Regional de Aquidauana em óbito pela manhã. Anteriormente, ele estava sendo monitorado na aldeia pela Sesai (Secretaria Especial de Saúde ).

A situação do coronavírus nas aldeias preocupa autoridades de saúde do município. A doença tem se espalhado cada vez mais nas comunidades indígenas e casos começaram a surgir com após um evento realizado dentro de uma aldeia, que causou aglomeração. Das 12 mortes registradas em Aquidauana, 10 são de indígenas.

Do total, Aquidauana tem registrado nesta quinta-feira (30), 348 casos confirmados de coronavírus, 1.755 , 960 casos descartados, 12 mortes, 22 recuperados e 447 amostras seguem em análise.

Indígenas de 84 e 44 anos são novas vítimas de coronavírus em Aquidauana
Mais notícias