Imagens de satélites comprovam desmatamento e pecuarista é multado em R$ 16 mil

Foram desmatados 14,5 hectares de mata nativa do Cerrado

Com imagens de satélites, de 2017, uma equipe da PMA (Polícia Militar Ambiental) de Aparecida do Taboado fiscalizou uma fazenda no município de Inocência que havia áreas desmatadas. Durante a ação, que aconteceu na última sexta-feira (25), um pecuarista foi multado em R$ 16 mil.

Cerca de 14,5 hectares, de matas nativas do Cerrado, foram desmatados ilegalmente e deram

Foto: Divulgação/ PMA-MS.

espaço para plantação de pastagem. Durante a fiscalização, o pecuarista apresentou uma autorização eletrônica (AE), emitida pelo Imasul, que justificava o plantio no local.

Entretanto, a equipe da PMA-MS afirma que licença para limpeza de pastagem não permitia o desmatamento. De acordo com as normas, são permitidas derrubadas apenas de arbustos, com diâmetro abaixo de 32 centímetros no CAP (Circunferência da Altura do Peito), que é considerado a 1,30 metros de altura da vegetação.

Além de multado, o pecuarista foi autuado administrativamente e responderá por crime ambiental, que pode chegar até seis meses de detenção. O infrator também foi notificado a apresentar um Prada (Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada) junto ao órgão ambiental estadual.

 

Mais notícias