IFMS retifica edital de seleção para cursos técnicos integrados ao ensino médio

O Instituto Federal de () publicou nessa segunda-feira, 21, uma retificação no edital  para seleção de novos estudantes nos cursos técnicos integrados ao ensino médio oferecidos pela instituição em dez municípios.

A principal alteração diz respeito à nomenclatura do documento utilizado para a seleção dos candidatos. O edital de abertura do processo seletivo trazia o termo ‘análise do histórico escolar do ensino fundamental’, agora alterado para ‘análise do documento escolar do ensino fundamental’. A pró-reitora de Ensino do , Cláudia Fernandes, explica o motivo da alteração no edital.

“Alguns pais e estudantes estavam entendendo que deveriam solicitar à escola onde o candidato cursa, atualmente, o 9º ano o histórico escolar do ensino fundamental, o que nem seria possível porque esse aluno ainda não concluiu o ensino fundamental”, esclarece. Cláudia reforça quais ‘documentos escolares’ são aceitos para fins de comprovação das notas do candidato.

“Além do boletim com as notas do 8º ano do ensino fundamental [antiga 7ª série], são aceitos quaisquer outros documentos equivalentes, como comprovantes, certificados e o próprio histórico escolar, caso o candidato já tenha concluído o ensino fundamental”, explica a pró-reitora.

Outra alteração diz respeito ao termo ‘média geral’, agora chamado de ‘nota final’. A retificação informa que a seleção será feita com base na análise do documento escolar com a “apuração da nota final do candidato, obtida pela média ponderada das médias finais das disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História e Geografia do 8º ano”.

A retificação traz ainda a fórmula que será utilizada pelo para se chegar às notas finais, e estabelece diferentes pesos para as disciplinas, sendo peso 2 para Língua Portuguesa e Matemática e peso 1 para Ciências, História e Geografia.

Outra informação complementar é a de que a nota final, para fins de ordenação e classificação, conterá duas casas decimais após a vírgula. A regra de arredondamento também está disponível na retificação.

Instruções para a inscrição – Também nessa segunda-feira, 21, foi disponibilizado na Central de Seleção do , onde consta o edital de abertura do processo seletivo, um documento com as instruções para a realização das inscrições.

O documento explica todo o caminho que o estudante, ou seu responsável legal, deve percorrer na Página do Candidato da Central de Seleção para fazer a inscrição, desde o cadastro no sistema, os dados sobre o curso pretendido e se concorre como beneficiário de ações afirmativas (cotista) ou não.

As instruções explicam como anexar o documento oficial de identificação e o documento escolar – que pode ser o boletim do 8º ano ou qualquer outro equivalente -, e também em quais formatos os arquivos digitalizados são aceitos.

Em seguida, o documento ensina como lançar as notas que o candidato obteve nas disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História e Geografia no 8º ano do ensino fundamental. Há exemplos em diferentes situações, como aqueles que obtiveram certificação pelo Encceja ou pelo , ou que apresentam conceitos e não notas numéricas.

Ao final, aparece uma tela informando que a inscrição foi realizada com sucesso. O candidato também recebe um e-mail confirmando que está inscrito no processo seletivo. Quaisquer dados podem ser alterados até o prazo final das inscrições.

Inscrições – São gratuitas e podem ser feitas até 21 de outubro, na Página do Candidato da Central de Seleção do .

O candidato deve ter o ensino fundamental completo até a data de matrícula, prevista para janeiro de 2021, e possuir Cadastro de Pessoas Física (CPF) em seu nome.

Entre os dias 1º e 21 de outubro será aberto um período de atendimento presencial nos campi do para que os candidatos sem acesso à internet/computador possam fazer a inscrição. Os agendamentos poderão ser feitos por WhatsApp, de acordo com os contatos disponíveis no edital de retificação publicado no dia 18 de setembro. As informações completas sobre a Seleção 2021 estão disponíveis na página do processo seletivo.

Vagas – São ofertadas 1.520 vagas em 11 opções de cursos nos municípios de Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas.

Metade das vagas é reservada a candidatos que estudaram em escola pública. Desse total, há cotas para aqueles que comprovarem renda familiar bruta mensal per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio, aos que se autodeclararem pretos, pardos e indígenas, e a pessoas com deficiência. A opção de beneficiário de ação afirmativa (cotista) deve ser informada no ato da inscrição.

Os cotistas aprovados no processo seletivo deverão comprovar essa condição no ato da matrícula, caso contrário perderão a vaga e serão reclassificados em lista de espera.

Os candidatos que se autodeclararem pretos, pardos ou indígenas deverão passar por uma banca de heteroidentificação, para constatação da veracidade da autodeclaração.

Seleção – Será realizada a partir da apuração da nota final obtida pelo estudante no 8º ano do ensino fundamental, obtida pela média ponderada das médias finais das disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História e Geografia do 8º ano do ensino fundamental. Língua Portuguesa e Matemática possuem peso 2 na seleção.

Candidatos que concluíram o ensino fundamental em outro modelo que não o regular, como na Educação de Jovens e Adultos, reclassificação ou Encceja, devem ficar atentos aos critérios específicos para o lançamento das médias, que constam no item 3 do edital de abertura do processo seletivo.

Caso dois ou mais candidatos obtenham pontuação idêntica na nota final, o critério de desempate adotado será o da maior média anual em Matemática, seguida pela maior média anual em Língua Portuguesa, com História, Geografia e Ciências, nessa ordem, em seguida.

Cronograma – A previsão é que a lista de inscrições deferidas seja publicada no dia 10 de novembro. A homologação final dos inscritos será no dia 23, com a divulgação da classificação preliminar agendada para o dia 27 de novembro.

As bancas de heteroidentifcação para os candidatos que se autodeclararem pretos, pardos ou indígenas serão realizadas entre os dias 30 de novembro e 16 de dezembro.

A previsão é que o resultado final e a primeira chamada do processo seletivo sejam publicados no dia 23 de dezembro, com matrículas a partir de 18 de janeiro de 2021. (Informações da assessoria)

IFMS retifica edital de seleção para cursos técnicos integrados ao ensino médio
Mais notícias